1 2 3 4

Calcrete

Uma super aula de concreto/prefabricados/construção tudo em módulos, com programas bem explicados para Engenheiros/Estudantes/Arquitetos veja os seus módulos:

Módulos Calcrete
  • Introdução ao Concreto
  • Concreto como material
  • Concrete Practice site
  • Questões ambientais
  • Saúde e Segurança
  • Buildability e técnicas de construção
  • Projeto Concreto Armado 1 (EC2 e BS)
  • Projeto Concreto Armado 2 (EC2 e BS)
  • Desenho e Detalhamento
  • Fundações e muros
  • Concreto protendido
  • Estruturas de Concreto Pré-moldado
  • Cimento e Concreto em Pavement Construção
  • Pontes de concreto
Calcrete pode ser utilizada de forma eficaz como ferramenta de aprendizagem e empregados:
  • na sala de aula para ilustrar conceitos-chave através da biblioteca rica de exemplos e imagens
  • como uma ferramenta de revisão e uma fonte de leitura adicional
  • como ferramenta de avaliação formativa graças aos muitos exemplos e exercícios

Calcrete é um conjunto abrangente de 16 módulos assistidos por computador de e-learning sobre materiais concretos, concepção e construção, contendo o material essencial e informações para todos os profissionais da construção - de arquitetos para os engenheiros do site.







Visão geral do módulo

Leia Mais

Planilha Excel de Consumo de Eletrodos

Calcule o consumo dos consumíveis para diferentes aplicações de soldagem.
Uma planilha que vai ajudar no dia-dia do soldador, com download gratuito





ESAB Logo



Leia Mais

Planilha para calhas e tubos de descida de água

Mais uma planilha do Site do Clube do Concreto que entra na loja, dimensionar calhas e tubos de descida de água.


Visite a loja do site: Loja do Clube do Concreto
Leia Mais

Você sabe quando sua empresa precisa de CIPA?


CIPA - Comissão Interna de Prevenção de AcidentesAs empresas contam com mecanismos internos que contribuem para a diminuição do número de acidentes de trabalho, além de atuar na conscientização dos profissionais e na fiscalização dos departamentos e dos requisitos básicos de segurança. Um dos principais responsáveis por acompanhar as atividades e exigências relacionadas à proteção da saúde e da integridade dos trabalhadores é a CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.
Uma empresa deve contar com uma CIPA quando ela apresenta um quadro de funcionários com mais de 20 trabalhadores. A norma que regulamenta a necessidade de uma CIPA é a NR5. Vale lembrar que, independentemente do tipo de risco que a empresa possa oferecer ao trabalhador, ela é obrigada a ter uma comissão de prevenção de acidentes quando atinge o número de trabalhadores determinados pela lei.
Dentro de qualquer organização, a CIPA precisa ser composta por representantes do empregador e da classe trabalhadora. Todos os responsáveis pela comissão devem ser escolhidos por eleições convocadas por um edital que deve permanecer fixado no quadro de avisos da empresa por, pelo menos, 15 dias.
As eleições da CIPA têm voto secreto, e todos os empregados da empresa podem votar. Todo o processo de eleição deve ser levado ao conhecimento do Ministério do Trabalho por meio de cópias das atas de eleição e Posse.

CIPA e sua Missão

CIPA tem a missão de conscientizar e informar os trabalhadores sobre todos os aspectos que englobam a segurança no trabalhado, principalmente no que diz respeito às normas, ao uso de equipamentos de proteção, à semana interna de prevenção de acidentes, entre outros temas.
Cada mandato da comissão da CIPA terá a duração de um ano. Os trabalhadores que participam da CIPA não podem ser demitidos sem justa causa, e contam com estabilidade até o final do mandato.
Caso o trabalhador eleito para a CIPA queira deixar a função, ele precisa comunicar a empresa e o Ministério do Trabalho, indicando seu substituto aos responsáveis. Como determina a NR5, a CIPA deve trabalhar de maneira engajada na prevenção de acidentes e de doenças ocupacionais, sempre com foco no bem estar dos profissionais envolvidos em todos os departamentos da empresa.
Leia Mais

DOSANDO PELO DPCON MIX Vs02


DPCON MIX Vs 02 é uma planilha que faz a mistura de até 5 agregados obedecendo ao critério da menor dispersão em relação a uma curva padrão adotada além de se obter informações  das parcelas finas e grossas (em percentuais e pelo SS de Kenday)

Esta atualização incorporou a nova curva de Repette e uma minha Ruy para agregados de DMT aproximados de 18 mm. 

Agora então temos as seguintes curvas para escolha:
  • Fuller
  • Andreassen
  • Repette
  • Ruy DMT18
  • Uma qualquer a sua escolha



São as seguintes características principais do DPCON MIX:

- Ter até 23 agregados a disposição para escolha dos que irão compor a sua mistura.
- Fazer uma mistura com até 5 agregados
- A mistura de empacotamento é feita através de um botão MISTURAR que utiliza o método dos mínimos quadrados através do comando Solver do Excel.
- Ter um valor de apuração da mistura através do valor da dispersão.
- O design da mistura pode ser utilizado para quaisquer tipos de concretos seja  plásticos, semi-secos ou até auto-adensável, desde que seja obedecido ao padrão dos finos contidos da mistura e ter um teor de água ótimo no caso de semi-secos.

Único no mundo em fazer misturas com tamanha praticidade, a mistura encontrada você pode utilizar para qualquer método de dosagem de sua escolha. 

O DPCON é um método que desenvolvi para misturar e dosar o concreto com a sua própria curva de Abrams que você mesmo faz com seus materiais. O DPCON está sendo utilizado em diversas fabricas de artefatos de cimento e em diversas concreteiras.


---Acesse aqui para adquirir o DPCON Vs02 :


---Para adquirir o DPCON MIX Vs02 : (em promoção)
Receba as instruções  para adquirir me enviando um e-mail clubedoconcreto@gmail.com


Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra
Leia Mais

Um carro de mão versus latas de 18 litros?


Tenho visto em diversas fabricas e obras, a utilização de carros de mão, conforme figura abaixo, para medir o volume de agregados na confecção do traço.
Carro De Mão Pneu C/ Camara

Este carro de mão acima tem medidas fixas como comprimento, largura e altura?? NÃO

Não se deve utilizar em nenhuma hipótese carros de mão "calculados" (cheio formando pilha), amassados e sem ter medidas que possam ser conferidas. 

Deve-se AFERIR o volume de qualquer que seja o instrumento de medição utilizado para os agregados (e isto vale para qualquer instrumento utilizado dentro da fábrica, que deve ser previamente AFERIDO).

Aferir como?
Com um balde redondo e de plastico enche-se com água até transbordar, este procedimento deve ser feito em cima de uma balança.O volume será o peso de água colocado neste recipiente, porque temos aproximadamente 1000 kg de água = 1000 lts.

Com o balde aferido se afere o carro de mão (teremos o numero de latas que cabem no carro de mão). que RECOMENDO ser TRAPEZOIDAL e não os do tipo da figura acima, veja este modelo:



O que se deve fazer:

* Não utilizar latas de tinta, estas amassam e não permanece com volume constante
* Não utilizar carros de mão sem ser trapezoidais, estes não tem volume pré-definido e também amassam e o volume altera. Utilize-os rasando com o cabo da pá ou com uma pequena régua. 
 * Utilize baldes plásticos redondos (de óleo lubrificante pré-lavados, tinta, etc) e faça uma aferição do volume.
* Aferir qualquer que seja o instrumento de medição dos agregados.
* Pode ser utilizado caixotes de madeira, mas se desperdiça porque tem de ser transportado com dois operários.
* Não acreditar que um carro tem 4 ou 5 latas simplesmente porque me DISSERAM....
* Utilizar o carro de mão vendido no mercado SOMENTE para: 



e quem sabe se não fica melhor destas outras formas:




Acredito ter esclarecido este assunto,

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra

16.334
Leia Mais

Como fazer móveis e armários de concreto

Concreto armadoConcreto armado

Concreto armado
Fazer um móvel e armários de concreto armado pode sair mais barato do que comprá-los de madeira ou outro material. Porém, para que eles sejam feitos com qualidade, durabilidade, e integridade estrutural, é preciso seguir alguns procedimentos para garantir os melhores resultados possíveis. Em alguns casos, você pode até misturar pés de metal ou madeira com tampos de concreto para os melhores resultados. Mas sempre, você vai precisar de estruturar o concreto com a armação de metal para a integridade estrutural do material.

Móveis e prateleiras de concreto: como fazer o básico?

O elemento básico é o próprio concreto. Os melhores resultados podem ser obtidos usando concreto pronto para ambientes exteriores, pois são mais resistentes a mudanças de temperatura. Depois, seguidos com o molde para a estrutura principal do concreto. Esse molde deve ser de madeira revestida com melamina de modo que é fácil de remover quando o concreto for curado.
A estrutura de um móvel, armário, ou prateleira precisa de força, baixa taxa de encolhimento e tempo de cura longo. Use uma mistura de concreto de alta resistência, adicione uma camada de malha de açoe reforce com hastes de rosca galvanizada.
O encolhimento e a fissuração geralmente são causados ​​por excesso de água, portanto, mantenha a mistura tão seca quanto possível.
Deixe o móvel de concreto endurecer por pelo menos dois dias, mantendo a mistura úmida e coberta de plástico. Para evitar a coloração, e para dar um acabamento brilhante, aplique 2-3 camadas de um selante acrílico.
Agora vamos aos passos mais detalhados para se fazer um bom móvel de concreto.



Para o móvel e guarda roupa de concreto, comece pelo desenho básico

Pegue um desenho com uma boa estrutura de suporte e indicações de como fazer o molde para o concreto. Desenhe na parede onde cada estrutura será devidamente fixada para o melhor suporte possível. Meça tudo para garantir que está de acordo com o desenho inicial. Faça esse processo mais de uma vez, pois é a garantia de que tudo vai sair conforme planejado.

Faça o molde para o concreto

Prepare o molde para o concreto esfregando cera sobre a superfície de madeira e separando os parafusos para fixação. Se você está fazendo uma estrutura vertical muito alta, provavelmente há indicações no plano de montagem de quais estruturas devem ser montadas primeiro para receber o concreto. Alguns móveis de concreto podem ter de ser feitos em etapas, e é importante segui-las corretamente para os melhores resultados possíveis.

Prepare o molde para receber o concreto

Crie bordas uniformes aplicando uma fita adesiva ao longo das extremidades do molde 5 mm da borda . Aplique uma borda de silicone, alise-o com um dedo molhado e, em seguida, remova a fita adesiva. Lembre-se que essa etapa é melhor para poupar trabalho no acabamento das bordas do móvel de concreto.

Coloque o concreto no molde do móvel

Use um nível para verificar se o molde está nivelado em ambas as direções, levantando um lado com calços, se necessário. Em moldes verticais, não se esqueça de ver os ângulos. Despeje o concreto ao redor do perímetro e, em seguida, posicione a malha de arame. Despeje o concreto remanescente. Cuidado para não deixar o arame encostar nas bordas, ou você terá um projeto arruinado por pedaços de metal aparecendo.

Acomodando o concreto

Usando luvas de plástico, trabalhe cuidadosamente a mistura de concreto nas bordas e cantos do molde e em torno da estrutura de metal. Para expulsar as bolhas de ar, toque levemente os lados do molde com um martelo de borracha. Quando o concreto se acomodar, alise a superfície usando uma desempenadeira de aço.

Limpe a superfície de concreto

Deixe o concreto secar e curar durante pelo menos 2-3 dias, depois remova cuidadosamente o molde, começando com os lados sobrepostos. Use uma escova rígida e esfregue toda a superfície para remover a cera e limpar qualquer resíduo de melamina.

Faça as fixações necessárias

Prepare o concreto para receber as fixações necessárias, seja nas paredes ou nos pés. Não faça a fixação permanente, pois é melhor fazer o acabamento antes da fixação. Meça mais de uma vez para garantir que tudo vai se encaixar perfeitamente e sem problemas.

Finalizando o concreto do móvel

O acabamento do concreto pode ser feito de diversas maneiras. Você pode cobrir a superfície com resina, tinta, ou um verniz de alta qualidade, ou até epóxi. Mas é importante lixar a superfície para ficar o mais lisa possível. Vá crescendo o grão da lixa de 100/120 até 600, terminando com a lixa molhada. Aumente mais o grão se você sentir que quer uma superfície ainda mais lisa antes de aplicar o acabamento. Lixe entre as demãos para melhores resultados.
Vocês já fizeram móveis de concreto? Como? Quais técnicas usaram?
Leia Mais

DPCON VS02 - Vídeo demonstrativo





Realizei um pequeno vídeo demonstrando uma dosagem do concreto pelo DPCON VS02,  claro que existem novidades em com se dosar um concreto modernamente por este método. Verificar finos, corrigir teores, Ken day com seu SS.....

Realizar dosagens por métodos estranhos não me parece uma boa prática mas o fazem, fazer NOCRETO tem sido comum nos dias atuais, estranho mas isso é real. Por isso fiz esse pequeno vídeo para demonstrar uma dosagem pelo DPCON VS02.

Tenho tido pouco tempo para fazer  novas postagens por  estra comprometido em fazer cálculos estruturais de uma grande obra de pré-fabricados que certamente mostrarei brevemente.

Mas vamos ao vídeo, e se quiser adquirir é só pedir as instruções pelo e-mail Clubedoconcreto@gmail.com




Leia Mais

Dimensionamento simples e prático de ancoragens

Este software permite o dimensionamento de aplicações de ancoragens de uma forma extremamente simples e independentemente da forma da chapa ou da configuração das ancoragens.
Podem ser aplicadas cargas estáticas, sísmicas, fadiga e fogo.
Siga os separadores da esquerda para a direita ou insira as informações de projeto diretamente na interface gráfica e tenha os resultados para a ancoragem escolhida imediatamente, em tempo real!

MÓDULO PARA APLICAÇÃO GERAL DE ANCORAGENS EM CONCRETO


Vantagens do módulo:
  • Combinação de cargas
  • Dimensionamento de acordo com as mais recentes normas e códigos (estático e sísmico)
  • Combinação entre o vergalhão da estrutura armada e o posicionamento das ancoragens.

PRINCIPAIS FUNCIONALIDADES DO SOFTWARE HILTI PROFIS ANCHOR
  • Métodos de dimensionamento.
  • Dimensionamentos de acordo com códigos internacionais e métodos de cálculo SOFA Hilti.
  • Projete ancoragens em concreto de acordo com os códigos europeus (ETAG), americanos (ACI), canadenses (CSA), australianos (AS:TS 101) e russos (STO).
  • Funcionalidades de dimensionamento
  • Importe de MS Excel e processe em simultâneo várias cargas.
  • Selecione automaticamente configurações de ancoragem ideais e tamanhos mínimos de placas base utilizando a nossa funcionalidade de ajuste de geometrias PROFIS
  • Crie os seus próprios modelos para inserir parâmetros de cálculo.
  • Crie textos, especificações e relatórios de cálculo com as informações das instalações e projetos.

Leia Mais
 
Clube do Concreto | by TNB ©2010