Trabalhabilidade

3 de maio de 2013

É a propriedade do concreto fresco que identifica sua maior ou menor aptidão para ser empregado com determinada facilidade sem a perda de sua homogeneidade. Caracteriza-se pela medida da consistência do concreto.

Infelizmente, não existe ensaio aceitável para que se possa medir diretamente a trabalhabilidade de um concreto, foram feitas tentativas para correlacionar trabalhabilidade com algumas grandezas físicas, mas nenhuma chegou a ser inteiramente satisfatória, embora possam fornecer informações úteis dentro de uma faixa de variação de trabalhabilidade NEVILLE (1982).

Para Lobo Carneiro (1953) não há nenhum ensaio satisfatório por meio do qual se possa medir o grau de trabalhabilidade de um concreto. O “slump test” é o ensaio adotado pelos americanos, por exemplo, pretende medi-lo pelo “índice de consistência”, que é o abatimento de um tronco de cone de concreto fresco moldado em forma especial e segundo uma técnica normatizada. Para o mesmo propósito, o segundo método em ordem de importância é o ensaio Vebe, que tem mais significado para misturas mais secas. O terceiro método é o ensaio do fator de compactação, que procura avaliar a característica de compatibilidade de uma mistura de concreto.

Fatores que afetam a trabalhabilidade:

Fatores internos: Consistência; Traço do concreto; Granulometria do concreto; Forma do grão do agregado; Aditivos;
Fatores externos: Mistura; Transporte; Lançamento; Adensamento; Características da peça.


 
Clube do Concreto | by TNB ©2010