Bioconcreto usa bactérias para curar-se sozinho de trincas

22 de julho de 2013

Redação do Site Inovação Tecnológica - 16/01/2013
Bioconcreto usa bactérias para curar-se sozinho de trincas
O Dr. Alan Richardson criou uma espécie de "bioconcreto", dotado de capacidade de autocicatrização. Em primeiro plano, os diversos blocos do novo concreto. [Imagem: Northumbria University]

Autocicatrização

Concreto e trincas são duas coisas que nenhum engenheiro gosta de ver juntas.
Talvez agora eles possam começar a respirar aliviados, graças a um concreto capaz de autocicatrizar-se de trinchas e rachaduras.

O Dr. Alan Richardson, da Universidade Northumbria, no Reino Unido, criou uma espécie de "bioconcreto", um concreto que tira partido de um microrganismo para cicatrizar seus ferimentos.

O pesquisador está usando uma bactéria comumente encontrada no solo - Bacillus megaterium  - para criar calcita, um mineral que é uma forma do carbonato de cálcio.

As bactérias são cultivadas em um meio nutriente de leveduras, minerais e ureia que, em seguida, é adicionado ao concreto.

Com sua fonte de alimento no concreto, as bactérias se espalham pelo material.

A calcita que elas produzem em seu processo metabólico funciona como um preenchimento que sela as rachaduras do concreto, evitando uma maior deterioração.

Novos e velhos

Não é necessário um grande impacto ou um terremoto para fazer o concreto trincar - o processo de desgaste lento é tão sério que os pesquisadores chamam o problema de "câncer do concreto".

O pesquisador salienta que ainda são necessários testes de durabilidade e adaptação da técnica para o processo produtivo, mas está esperançoso de que o material possa servir não apenas para construções novas, mas também para reparos em prédios já construídos.

 http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=bioconcreto-bacterias-auto-curar-trincas&id=010160130116
 
Clube do Concreto | by TNB ©2010