Concreto pré moldado in loco - Abesc

18 de agosto de 2013

http://www.abesc.org.br/tecnologias/tec-pre-moldado-in-loco.html

Rapidez de execução, diminuição de custos,  redução de acidentes de trabalho, aumento de qualidade  e produtividade, com alto índice de valor agregado. Essas e outras  vantagens do sistema de paredes de concreto moldadas in loco vêm  chamando atenção dos empresários de construção  civil.

A Construtora InPar é uma das que vem apostando cada vez mais  nessa tecnologia para melhorar sua privacidade. Em vários de  seus empreendimentos, a empresa está utilizado um sistema que  consiste em paredes externas estruturais de concreto moldados in loco,  lajes planas nervuradas com fôrmas plásticas, esquadrias  de PVC e instalações acessíveis em shafts e entre  forros. A parede é concretada em gabaritos, que posteriormente  são substituídos por caixilhos, parafusos e fixados com  espuma de poliuretana. O slump do concreto dosado em central utilizado  varia de 10 a 12, com brita1.

1O “Projeto Viver” conjunto residencial de 48 edifícios  que está sendo construído em São Paulo, foi o primeiro empreendimento da InPar a utilizar esse sistema construtivo.Com seu  desenvolvimento, os técnico e acústico, permite eliminar  problemas sérios de patologias da alvenaria e fachadas, além  de reduzir o prazo de conclusão de obra.

Com tantos pontos positivos, a empresa passou a utilizar esse método  construtivo na maioria de suas obras. No empreendimento de alto padrão  denominado “Grands Jardins de France”, localizado no bairro  de Campo Belo, em São Paulo, o sistema está sendo utilizado  para construir quatro torres com 50 unidades e duas torres com 104,  num total de 408 apartamentos que têm um cronograma previsto de  24 meses para sua execução, e 100.000 m² de área  construída.

O engenheiro responsável pela obra, Ricardo Toscani, explica  que um dos fatores que tem que ser levado em consideração  para se utilizar um sistema de paredes moldadas in loco é o número  de repetições. Quanto maior o índice de utilização  de um conjunto de fôrmas, mais significativos tornam-se os benefícios.  Assim, quanto mais alto for o edifício, mais vantajoso torna-se  o sistema.

No caso do “Grands Jardins de France”, essa vantagem ainda  é maior, pois concretagem está sendo realizada aos pares.  “Num dia, moldamos as partes de uma torre, enquanto concretamos  a laje na outra. Assim, utilizamos somente um único conjunto  de fôrmas e uma grua para cada duas torres” , explica o  engº Toscani. O ciclo é realizado em quatro dias,  levando em consideração a montagem das fôrmas,a  concretagem e a desforma.

“Além da rapidez de execução, esse sistema  é muito mais limpo do que o convencional, sem desperdício  de materiais” avalia. “E ele também proporciona uma  planicidade maior, que permite um acabamento perfeitamente liso, pronto  para pintura”.

A segurança é um outro quesito que chama a atenção  nesse sistema construtivo. As pessoas trabalham como se estivessem dentro  de um apartamento, pois a concretagem da laje é feita depois  que as paredes já foram moldadas. Desta forma, pode-se eliminar  a proteção de periferia, com conseqüente diminuição  dos custos.

Além das vantagens inerentes à própria tecnologia  construtiva, as paredes moldadas in loco agregam benefícios a  outros sistemas, como atesta o Engº Toscani: “Por não  ter variação de prumada, é o possível fixar  o caixilho com espuma. Assim, eliminam-se as etapas de fixação  e chumbamento de contramarco, pois todos eles têm a mesma dimensão,  é um gabarito único. Não há deslocamento,  nem de um centímetro. A qualidade do produto final é bem  maior”.
 
Clube do Concreto | by TNB ©2010