Lajes Treliçadas Bidirecionais - Engetreli

6 de julho de 2014



Lajes nervuradas são sistemas estruturais formados por nervuras em uma ou duas direções com espaçamentos regulares entre si. Com a utilização das vigotas treliçadas pré-fabricadas e blocos de EPS podemos fazer as lajes nervuradas uni ou bidirecionais, e ainda eliminamos as desvantagens que o sistema apresentava quando era moldado in loco: o consumo de fôrmas e escoramento, o tempo de execução e o custo de mão de obra ficaram bastante reduzidos.
Para a utilização das lajes treliçadas bidirecionais, dispomos de blocos de EPS próprios para formarem as nervuras da segunda direção, eliminando-se quase que totalmente o uso de fôrmas.

Atualmente, desenvolvemos diversos projetos onde adotamos soluções em lajes treliçadas bidirecionais (LTB). Esse sistema é interessante por apresentar uma maior rigidez quando comparado ao sistema unidirecional, permitindo lajes com menores espessuras e resultando em uma melhor distribuição de cargas na estrutura. Além disso com o sistema bidirecional podemos criar projetos com um número de vigas reduzido, possibilitando um layout flexível, e criando com isso opções de plantas variáveis. Devemos lembrar que para a laje ter um comportamento bidirecional é necessário que a relação entre os vãos das duas direções não seja superior a dois. Outra verificação importante que se deve fazer é quando temos projetos com vários pavimentos. Devido à redução do número de vigas e da rigidez dos pórticos que resistirão aos esforços de vento, é necessário que se verifique a estabilidade global da estrutura, a fim de que a mesma não fique prejudicada.

Quando analisamos painéis de lajes com contornos regulares e vãos não muito grandes, e ainda apoiadas em vigas de grandes dimensões e rigidez elevada em relação às lajes, podemos utilizar métodos simplificados, como tabelas de Marcus, Czerni, etc. Na medida em que os vãos se tornam grandes e irregulares, ou quando temos lajes apoiadas em vigas com dimensões menores, resultando em deformações mais parecidas com as deformações resultantes nas lajes, é necessário que se utilizem-se modelos mais modernos e sofisticados, como por exemplo o modelo de grelhas. Com isso levamos em conta a estrutura como um todo, uma vez que a deformabilidade das vigas influenciará diretamente nos esforços e deslocamentos encontrados nas lajes.

Entendemos que as lajes treliçadas podem e devem ser utilizadas de diversas maneiras do ponto de vista estrutural, cabendo ao projetista de estruturas adotar a solução ideal para cada caso.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010