Cientistas misturam fungo com CO2 para criar blocos de “concreto”

25 de julho de 2013



O Instituto Tecnológico de Massachussets (MIT), nos Estados Unidos, está desenvolvendo uma receita completamente inusitada para fazer algo em favor da sustentabilidade. Preocupados com os altos índices de emissão de dióxido de carbono (CO2) atualmente, que é o responsável pelo efeito estufa e por mudanças climáticas, eles desenvolveram uma forma de capturar esse carbono e transformá-lo em blocos de construção civil. Como conseguem isso? Misturando o CO2 com uma espécie de levedura.

O processo, em sua essência, é simples. Coletam a levedura (que é um tipo de fungo) chamada Saccharomyces cerevisiae, a mesmíssima que se usa para fazer fermentos que dão crescimento a pães, bolos, entre outras massas, além de auxiliar no processo de fermentação da cerveja. Em estado natural, este fungo é geralmente encontrado em conchas de criaturas marinhas, e é de lá que os pesquisadores retiraram o material necessário.

Próximo passo da receita: uma vez coletado, a levedura é fervida em água e então adicionada com íons minerais. Para completar a mineralização (que dá origem a resistentes e duríssimos cristais), a mistura precisa somente de mais uma coisa: carbono. Este nem precisa ser adicionado pelos cientistas, é retirado do próprio ar pela levedura “mineralizada”. Cada 500 gramas de CO2 espalhado no ar permitem a obtenção de um bloco de um quilo desse novo material.

O resultado é um tijolo forte e resistente, que é apenas mais um dos itens “sustentáveis” de materiais já desenvolvidos para a construção civil: já experimentaram fazer tijolos de carvão, areia e até urina. 

O processo, quando estiver pronto para ser utilizado em larga escala, poderá poupar milhões para algumas indústrias. De quebra, ajuda a limpar o ar que elas mesmas ajudaram a poluir. [PopSci]

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010