Pavimentação com adições minerais no concreto

27 de agosto de 2013


Técnica tem sido empregada para aumentar a resistência da camada superficial e proporcionar maior durabilidade aos pisos de concreto
Créditos: Engº. Carlos Gustavo Marcondes – Assessor Técnico Comercial Itambé
Adições minerais nos pisos de concreto
Adições minerais nos pisos de concreto


O desgaste superficial em um piso de concreto é um fenômeno não muito raro e pode estar relacionado a uma série de fatores, como falta de qualidade dos materiais empregados, traço inadequado do concreto, exudação, acabamento inapropriado, ausência do procedimento de cura, excesso de carregamento, entre outros.

A superfície fica comprometida em termos de resistência e com a solicitação por abrasão e impacto ocorre o desgaste, ocasionando quebra das bordas das juntas, excesso de formação de poeira e todos os danos e prejuízos decorrentes deste processo.

Sabe-se que a qualidade da superfície está intimamente relacionada à sua resistência. Para aumentar a resistência da camada superficial, e proporcionar maior durabilidade, o meio técnico tem utilizado práticas modernas como o emprego de endurecedores de superfície químicos e ou à base de agregados minerais.

Os agregados minerais são compostos por uma mistura que pode reunir pó de quartzo, materiais metálicos, escória granulada de alto forno, sílica ativa, metacaulin, pigmentos e aditivos. Estes produtos são geralmente mais duros e resistentes que os agregados comuns utilizados no concreto e, por serem selecionados, contribuem com uma parcela importante na resistência à abrasão.

A sua aplicação é realizada por meio de um espalhamento deste composto (pó), que varia entre 3 kg/m² e 9 kg/m², e pode ser executado manualmente ou utilizando-se um equipamento específico para esta finalidade, que proporcionará melhor homogeneidade. A operação é realizada sobre o concreto fresco logo após o adensamento.

De acordo com o tipo de adição e dosagem, diversas características importantes podem ser obtidas:
* Redução do calor de hidratação;
* Incremento de resistência em idades avançadas;
* Melhoraria da coesão;
* Diminuição da exudação;
* Melhoria da fluidez do concreto;
* Melhoria da resistência na zona de transição entre a pasta e o agregado;
* Redução da permeabilidade;
* Aumento da resistência química.

O emprego da adição mineral tem influência benéfica nos pisos de concretos, e se justifica não só pelo aumento da durabilidade como também pelo apelo ecológico. Contudo, a principal vantagem será o aumento do desempenho e consequentemente da vida útil do piso de concreto, tornando-o mais econômico.

O fornecimento destes agregados é feito, via de regra, pelas empresas que vendem os aditivos químicos para concreto.

Jornalista responsável – Altair Santos MTB 2330 – Tempestade Comunicação

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010