Fundações - Brocas - Prof Marcus Pádua

3 de outubro de 2013

As brocas são utilizadas em pequenas obras, residenciais e comerciais, onde encontramos solos argilosos com umidade, geralmente misturados a materiais orgânicos e vegetais. Esses solos possuem baixa resistência na superfície, portanto não são confiáveis.

 Em terrenos com essas características devemos assentar as fundações nas camadas mais profundas através de uma perfuração feita com o trado, através de uma perfuração manual.

Além da resistência de ponta que não é muito significativa, a superfície concretada da broca provoca um atrito lateral contra o solo dificultando sua penetração.

Sendo uma peça estrutural de uso prático, usamos a experiência para dimensioná-la e quando desconfiamos do terreno adotamos duas ou três peças, dependendo da carga nelas depositadas.
 Normalmente os critérios adotados se resumem numa peça por pilar, quando for edificação térrea e duas peças se assobradada.

 Este tipo de fundação é indicado quando for usada uma superestrutura convencional, formada por vigas e pilares de concreto armado.


 Vamos ressaltar algumas características:

a) São utilizadas até 6 m de profundidade;
b) Os diâmetros variam de 20 a 30 cm;
c) Devem ser concretadas com concreto plástico lançado por tubo (bombeado) iniciando-se pelo fundo da perfuração para um preenchimento uniforme;
d) Esgotar a água se houver (nunca lançar a mistura a seco);
e) A ferragem adotada se resume em 3 barras de 10 mm e estribos de 4,2 mm dobrados em formato circular ou triangular, espaçados a cada 15 cm;
f)  As brocas devem ser interligadas por vigas baldrames (vigas de rigidez) que servirão de base para as futuras paredes;
g) Um reforço de concreto deve ser executado na interligação entre a broca e as vigas baldrames, bem como um bloco de fundação no caso de haver mais de uma peça;
h) São indicadas para solos argilosos por sua maior resistência proporcionados pelo atrito lateral;
i)  São utilizadas em casas térreas e sobrados;
j) Sendo uma extensão dos pilares, as brocas devem acompanhar o posicionamento dos mesmos e nunca ao longo das viga baldrames.

Prof. Marco Pádua-http://profmarcopadua.net/

2 comentários:

Sílvia Dobre disse...

otimo ...gostaria de saber mais sobre fundacoes para sobrado de pequeno porte...

fabricio conceiçao coelho disse...

Show

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010