Explicando a dimensão máxima característica e teórica - DMC e DMT

31 de março de 2014

Na fórmula da equação de Fuller o DMC é o denominador desta equação, veja:

P = 100 (d/DMC)^n

Onde:
P - porcentagem em peso do material que passa pela peneira em questão;
d - abertura da peneira
DMC - máxima dimensão característica do agregado
n - expoente variável, em função da máxima densidade, usualmente 0.5


O próprio Abrams já adotava o DMC alterado conforme a explicação em seu livro “Design of Concrete Mixtures” ( Projeto de misturas de concreto ) na página 21  que foi traduzida pelo professor Eduardo C. S. Thomaz, e pode ser baixado em:

Seu conteúdo:

Determinar o tamanho máximo dos agregados usando as seguintes regras:

• Se mais que 20% do agregado é mais graúdo do que uma peneira, o tamanho máximo será o da próxima peneira mais graúda;
• Se entre 11% e 20% é mais graúdo que uma peneira, o tamanho máximo será o da próxima “meia‐peneira”mais graúda;
• Se menos que 10% é mais graúdo que algumas peneiras, a mais miúda dessas peneiras será considerada como o tamanho máximo.

Logo Abrams já observava que a dimensão máxima característica DMC deveria ser corrigida porque os percentuais retidos que determinam o DMC poderiam falsear o ajustamento à curva de Fuller.

Mas Abrams não fez este ajuste matematicamente, então introduzi a dimensão máxima teórica DMT que corrige o valor do DMC na escala logarítmica. Para a equação de Fuller ajustada é necessário simplesmente trocar o DMC por DMT.

Temos então as definições:

1-     A dimensão máxima caraterística (DMC) de um agregado, corresponde à abertura nominal, em milímetros, da malha da peneira da série normal ou intermediária, na qual o agregado apresenta uma porcentagem retida acumulada igual ou imediatamente inferior a 5% em massa ou outro valor a que se venha adotar.

2-     Dimensão máxima teórica (DMT) é a medida exata na qual o agregado apresenta uma porcentagem retida acumulada exatamente igual a 5% em massa ou de outro valor a que se venha adotar.


Logo a diferença é que para o DMT é a medida exata da dimensão no valor retido e o DMC é o valor imediatamente igual ou inferior deste valor retido.

O percentual retido para se determinar a dimensão máxima teórica pode variar, em função da utilização do concreto.

Usualmente para concretos plásticos se adota um percentual retido com o valor de 5% para se definir o DMT. Para concreto semi-seco (é o caso de concreto para tubos, blocos, pavers, etc.) costuma-se utilizar até 20% em equipamento de baixo poder de vibração e prensagem.

Estes percentuais retidos maiores que 5% fazem puxar a curva reduzindo a finura da mistura acarretando um melhor aspecto no acabamento, cai a resistência com o aumento do consumo de água devido ao aumento da área superficial.

A procura pelo % retido pode ser feita se adotando vários % retidos e se analisando o acabamento da peça produzida. 

Link sobre explicação de cálculo do DMT:

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra.


0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010