DMT de onde surgiu a dimensão máxima teórica?

2 de setembro de 2013

Vamos entender primeiro o que cada um significa (já publicado anteriormente):

Dimensão máxima teórica (DMT) é a medida exata na qual o agregado apresenta uma porcentagem retida acumulada exatamente igual a 5% em massa ou de outro valor a que se venha adotar.

A dimensão máxima caraterística (DMC) de um agregado, corresponde à abertura nominal, em milímetros, da malha da peneira da série normal ou intermediária, na qual o agregado apresenta uma porcentagem retida acumulada igual ou imediatamente inferior a 5% em massa ou outro valor a que se venha adotar.

Logo a diferença é que para o DMT é a medida exata da dimensão no valor retido e o DMC é o valor imediatamente igual ou inferior.




São representadas pela equação desenvolvida por Fuller:

P = 100 (d/DMC)^n

Onde:
P - porcentagem em peso do material que passa pela peneira em questão;

d - abertura da peneira

DMC - máxima dimensão característica do agregado

n - expoente variável, em função da máxima densidade


O expoente é geralmente considerado igual a 0,5. Expoente reproduz à porcentagem de finos.

Sendo que para:

ƒ n < 0,4: excesso de finos

ƒ n entre 0,4 e 0,6: agregados de graduação contínua densa (diâmetros abrangendo praticamente todas as frações granulométricas). São misturas estáveis granulometricamente

ƒ n > 0,6: agregados de graduação aberta contínua: falta de finos

Mas vamos entender que procuramos uma curva granulométrica ideal ou seja uma solução de compromisso porque se é o fator a/c que determina a resistência do concreto a mistura não terá influencia nesta resistência, só que esta mistura deve ser compacta para não afetar a trabalhabilidade e também fazendo com que seja alterada a resistência por aumento de vazios. Com a curva de Fuller se encontra este compromisso matematicamente com uma parábola.

Só que devemos alterar a dimensão máxima característica DMC para o valor que seja exatamente igual a a uma porcentagem retida acumulada de 5% em massa ou de outro valor a que se venha adotar, isto para se ajustar a dimensão ideal para o % adotado.

Logo não é o expoente que se deve alterar e sim o denominador DMC para o DMT.
(Apesar que diversos estudiosos fizeram estudos alterando o expoente da fórmula). 

O valor para DMT deve ser calculado sabendo-se que existe uma escala logarítmica, para facilitar a planilha Excel que publico para o calculo do DMT, veja também pelo gráfico abaixo de onde veem os valores.


Link da planilha: http://pt.scribd.com/doc/153149456/DOSAGEM-CONCRETO-HORMIGON-CONCRETE-xlsx

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra
 
Clube do Concreto | by TNB ©2010