Execução de alvenaria estrutural

27 de setembro de 2014

Blocos devem chegar paletizados e cada lote deve conter identificação por numeração ou por cores

Por Aline Mariane

A execução adequada de paredes de alvenaria estrutural começa com a sistematização de todo o processo ainda na fase de projeto. "O projetista vai definir qual é a capacidade de resistência desses blocos e também o graute, assim como as ferragens vertical e horizontal", explica Dauro Robério Brandão, engenheiro da Toctao Engenharia.
O planejamento deve incluir cuidados com a gestão do recebimento e armazenagem no canteiro, a aferição das características dos blocos, a movimentação adequada e a marcação certeira da primeira fiada.
Veja a seguir as principais etapas da execução de uma parede de alvenaria estrutural.
ILUSTRAÇÃO: DANIEL BENEVENTI
ILUSTRAÇÃO: DANIEL BENEVENTI
1. Logística
O bloco já deve vir paletizado e identificado por lote, com numeração ou cores diferentes. É importante tomar cuidado ao realizar o empilhamento, nunca empilhando mais que dois paletes. O descarregamento pode ser realizado manualmente ou com o auxílio de gruas e guindastes. Quando o serviço for realizado manualmente, a altura das pilhas não deve exceder o limite de alcance dos operários.
2. Teste
Ao chegarem ao canteiro, os blocos já devem ter sido analisados pelo controle de qualidade da fornecedora, de forma que cada lote apresente uma ficha de verificação com especificação de suas características, como resistência. A construtora pode tirar novas amostras e realizar ensaios em outro laboratório, para garantir que os dados estejam corretos.
3. Movimentação
Os blocos devem ser descarregados em área próxima ao local de execução. Sua movimentação horizontal e vertical pode ser realizada com prancha e elevador ou, se ainda paletizados, por meio de guindaste ou grua. É importante que um encarregado oriente o direcionamento correto dos blocos nas áreas onde serão empregados.
4. Posicionamento das fiadas
A marcação da primeira fiada é orientada pelo eixo da edificação, que divide ao meio a laje sobre a qual a parede será executada. As ferragens também indicam onde os blocos devem ser posicionados. É importante que o posicionamento seja feito corretamente desde a primeira fiada, a fim de evitar erros ao subir a parede. A execução começa pelos cantos, até a altura da sétima fiada. Cada bloco recebe duas faixas paralelas e faixas transversais de argamassa de assentamento. O alinhamento deve ser verificado continuamente com a régua. Também é importante verificar o esquadro.
5. Grauteamento
Os orifícios dos blocos atravessados por ferragens devem ser grauteados, formando pilaretes. O recorte na parte inferior funciona como janela de inspeção do grauteamento. Os profissionais devem limpar e lavar aquele furo e depois fazer o preenchimento com o graute. Depois que realizar este procedimento, outro funcionário, com uma furadeira, pode fazer furos de inspeção em várias alturas, para verificar a qualidade do preenchimento.
Colaboração: Dauro Robério Brandão, engenheiro da Toctao Engenharia; Reportagem: Alvenaria estrutural, Equipe de Obra 58

1 comentários:

Bruna Baltazar disse...

Muito obrigada, ajudou demais :)

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010