"A Fábrica" (7) - Produtividade

15 de outubro de 2014






O sucesso ou o fracasso de uma empresa depende dos requisitos da qualidade de seu produto/serviço, preço, prazo de entrega e depende também do fator da competitividade entre empresas.O principal fator de competitividade, quando se tem um produto igual ao do concorrente, é diretamente o PREÇO de venda praticado. Um exemplo de um produto seria a laje treliçada pré-fabricada, onde o produto é igual para todos que o fabricam. Para produtos que não são semelhantes poderia se adotar o mesmo caminho.

O diferencial quando a qualidade é a mesma, o atendimento do vendedor é o mesmo e excelente, o prazo de entrega é o mesmo, temos que o diferencial passa a ser o PREÇO.

Logo uma fábrica tem de ter uma  formalização do preço de venda mais apurada do seu custo com um controle de custeio para se formar este preço de venda.  Mas em pequenas empresas o preço de venda é praticado normalmente pelo da concorrência, pronto é ai que começa o duelo.Empresas honestas fazem produtos honestos, ou seja não alteram a RECEITA da confecção do produto, hoje cabe ao cliente julgar quem é quem.

O duelo a que me refiro passa a ser na PRODUTIVIDADE, esta deve ser em TODOS os setores e e não somente no chão da fábrica. PRODUTIVIDADE na produção, na entrega, na venda, administrativamente com estrutura enxuta   e aí vai...

Existe uma RECEITA para isso? posso responder (de novo) que cada um deve ter as suas RECEITAS para cada frente mencionada uma RECEITA para uma determinada fábrica NÃO funciona em outra fábrica, como já disse em outra publicação:

Uma receita para uma determinada doença serve somente para o paciente que foi receitado pelo médico, esta mesma receita médica NÃO SERVE para outro paciente. Isto vale também para as fabricas de artefatos de cimento onde a receita de sua dosagem só serve para si mesmo, onde foi analisado os materiais componentes e onde foi dosado os percentuais de cada componente com algum critério técnico. Mais claramente: a receita de dosagem de um fabricante NÃO SERVE para outro fabricante, mesmo que tenha o mesmo equipamento.

O principio de qualquer RECEITA de produtividade é se REGISTRAR os tempos e movimentos de um determinado processo, isto não é difícil, basta começar para se ver os resultados...Veja aqui a importância de MEDIR.

Deve-se  falar também que as empresas devem possuir colaboradores de altos níveis de qualidade e estes devem ser sinérgicos (como a imagem do inicio da publicação), para se produzir produtos e serviços de qualidade superior e com baixos custos de produção.

Como recado final em "A FABRICA" todos os tempos em movimentos dos processos devem ter uma RECEITA, não pode-se admitir que cada trabalhador faça o que quer e na hora que quiser, basta, está dito o que acredito que seja o caminho para diversas fábricas atingirem um melhor resultado nos índices de produtividade internas.

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra
 
 

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010