Traços rico, médio e pobre??

22 de outubro de 2014

O Método de dosagem do concreto que venho divulgando é bastante simples e versátil, mas como digo temos de ter paciência para faze-lo. Esta dosagem é realizada com quatro traços, e porque não é três como a dosagem do IPT/EPUSP  que é realizado com os traços rico, médio e pobre?

 diagrama do método IPT/EPUSP

Precisa-se obter a curva de correlação de água/cimento a/c versus resistência com os materiais disponíveis e com isso se obter a sua fórmula para se realizar qualquer traço de mesma trabalhabilidade, mas sempre com o cuidado de analisar o teor dos finos para que a mistura seja trabalhável.  

Se realiza com quatro porque se obtêm melhores resultados, se for em três quando um resultado não sai bem a curva é falseada e o desvio acaba sendo bem maior.

Se um ponto for disperso numa curva de três pontos o resultado é FALSO.

Um dos maiores (se não for o maior) tecnólogos sobre dosagem Jay Shilstone, também o realiza desta mesma forma, que é mais lógica. 

Pense: Como traçar uma curva com menor dispersão com apenas três pontos?

Se utilizar este método não seria  melhor assim: 1:3 (muito rico), 1:3,5 (rico), 1:5 (muito pobre) e 1:4,5 (pobre)

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra 


0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010