Cura de placas pré-moldadas

10 de novembro de 2015

Qual a técnica mais indicada para a cura de placas pré-moldadas?

Especialista do IPT Responde a dúvidas técnicas sobre cura de pré-moldados 


Cura de pré-moldados
Qual a técnica mais indicada para a cura de placas pré-moldadas? Notamos que, sem realizar nenhuma cura, surgem fissuras nas placas em determinados dias.
Foto: Marcelo Scandaroli
Cura a vapor é a melhor técnica para as reações iniciais de hidratação do cimento em componentes de concreto, moldados no local ou pré-moldados. 

Nesse caso, a temperatura atua como catalisador das reações de hidratação e a saturação do ar com vapor de água garante a quantidade necessária do líquido para o processamento das reações e formação do gel. 

A ocorrência de fissuras superficiais se deve à rápida evaporação da água para o ambiente, ocorrendo retração na superfície que não é acompanhada pelo concreto presente no núcleo da peça, que se encontra ainda umedecido.

 Além do traço, relação água-cimento e tipo de cimento, o desenvolvimento das fissuras superficiais é influenciado pela temperatura e pela umidade relativa do ar do ambiente (quanto menor a umidade do ar, maior a velocidade de evaporação) e pelo fator de forma das placas, representado pela relação volume-área exposta. Nesse último aspecto, quanto mais delgada for a placa, maiores os riscos de fissuração superficial. No seu caso, presumindo que não disponha de processo de cura a vapor, recomendamos curar as placas em câmara úmida ou, pelo menos, cobri-las com lona plástica logo após a moldagem, mantendo sob a lona recipientes contendo água.

Engenheiro Ercio Thomaz
Cetac - Centro Tecnológico do Ambiente Construíd


0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010