Inicio de produção de blocos e pavers

14 de março de 2017




Vou responder as perguntas que me foram feitas por Rafael Rebelo de O. Albane, de como iniciar uma carta de traços para uma máquina de blocos e pavers e se é possível utilizar o DPCON VS02 para isso. Responderei por fases a estes dois questionamentos.

Fase 01

São vários os itens que devem ser levados em conta para se iniciar as cartas de traços para blocos e para pavers. Alguns destes itens antecedem a própria formulação do traço, o que pode parecer algo estranho mas é NECESSÁRIO

Vou citar alguns destes itens que devem ser verificados antes de iniciar a produção destes produtos:

-Base de assentamento compatível com a vibração e prensagem do equipamento
-Maquina nivelada 
-Regulagem eficiente dos tempos do equipamento, tais como: tempos de alimentação da gaveta, tempo de prensagem, 
-Tipo do ciclo de desmolde, fazendo com que não se suje os blocos/pavers
-Calibração dos sensores de umidade
-Regulagem interna dos agitadores da gaveta de alimentação

FASE02

Com o equipamento previamente regulado se realizam vários traços com diversos teores de brita ou se você estiver utilizando o DPCON VS02 você o faz pelo % retido o fazendo variar de 5% até 20%.

No DPCON VS02 pode ser arquivados 23 tipos de agregados para se possa escolher o que se quer dosar, facilitando o seu trabalho.

O consumo de cimento como sugestão para blocos poderá ser de aproximadamente 250 kg/m3 e em pavers 350 kg/m3. Utilize como sugestão para os dois produtos uma umidade do concreto em torno de 7%.

Se produz alguns traços para que seja verificada a regulagem do equipamento e para que todo o equipamento seja lubrificado.

Com estas amostras de pavers e blocos se realizam os ensaios de ruptura para se escolha a que mais obteve resistência e também leva-se em conta a sua utilização com a aparência do produto.

FASE03

Nesta fase se iniciam diversos traços utilizando diversos teores de cimento, no DPCON VS02 são seis estes traços com a finalidade de se obter a curva de correlação de a/c versus resistência.

Com estes seis traços se realizam os ensaios de ruptura.

FASE04

Com a resistência desejada para o produto e com as curvas de correlação se encontra o traço desejado e se realiza no equipamento este TRAÇO FINAL

Como conclusão leia e o artigo abaixo de um grande renomado técnico em produção de blocos e pavers:

É fácil fazer um bloco de concreto? por  Jorge Yances

Rafael Rebelo eu creio que tenha lhe respondido mas qualquer dúvida é só dizer.

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra



1 comentários:

Rafael Rebelo disse...

Prezado Eng. Ruy, respondeu perfeitamente a minha pergunta muito obrigado e ainda ilustrou com a indicação de um belo artigo pra todos que estão começando na ramo de Pre-moldados.
Parabens pelo site e por dividir conosco seu grande conhecimento na área.
Att

Rafael Rebelo de O. Albane
RD Pré-moldados
Alegre-ES

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010