3 Perguntas sobre o método DPCON

24 de maio de 2017



Recebi estas perguntas sobre o método de dosagem DPCON e as respondo com essa publicação porque deverá ser certamente o questionamento de outros que têm acompanhado o site:


1.     É possível definir teor de argamassa ideal?

O teor de argamassa é o grande problema para aqueles que dosam um concreto. Métodos foram criados para se obter o ponto ótimo e chega-se a utilizar até com uma colher de pedreiro vendo visualmente o concreto e se esquecendo que temos vibração para acomodar os grãos dos agregados o que não é nada matemático feito uma dosagem realizada pelo DPCON.


          

O método DPCON faz aproximar a curva da mistura a uma curva padrão de alta compactação que hora utilizamos como padrão a curva de Fuller. O erro em não se conseguir uma exatidão em 100% pode ser medido através da dispersão que está contida na planilha, tolera-se dispersões em cerca de 3.

Quando fazemos a mistura dos agregados com um simples clique em DOSAR o comando Solver do Excel procura a mistura que tenha essa menor dispersão. Mas temos de verificar o teor de areia da mistura em relação ao teor de areia da curva padrão (Fuller).

Faltando areia o cimento poderá compensar estes faltantes e isso se verifica no traço inicial, sobrando areia não encontrei esse caso ainda, mas certamente a colocação de uma brita com grãos menores resolvem o problema.

Não é preciso uma definição do teor de argamassa, mas ela consta nos cálculos do traço inicial e nos 6 traços de correlação feitos para se fazer a curva de Abrams dos materiais escolhidos.

2.     É possível definir percentuais mais corretos de agregados por traço? Ex: Hoje trabalho com 50% de areia natural e 50% de areia artificial - Existe algum cálculo que permita constatar que 52% de areia natural e 48% de areia artificial seria melhor, por exemplo???

Os teores dos agregados são escolhidos pelo método dos mínimos quadrados pelo comando Solver do Excel, como explicado acima.

Se obtendo uma baixa dispersão nada impede de FORÇAR a utilização de maiores ou menores % para um certo agregado. Esta condição faz parte do DPCON.

3.     O Consumo de cimento tende a ser mais reduzido que os métodos tradicionais em sua planilha?

A redução do consumo de cimento com a obtenção da mesma resistência só se consegue com a redução do teor de agua na mistura. Quando se reduz o teor de água se reduz o a/c e com isso se pode reduzir o teor de cimento para se obter a resistência desejada.

A mistura sendo bem empacotada irá certamente reduzir a sua superfície especifica total, ora com menos área a ser molhada teremos menos agua na mistura o que irá reduzir o a/c e irá elevar a resistência do concreto e podemos, portanto, reduzir o teor de cimento obtendo a mesma resistência.

O DPCON faz exatamente isso empacotar com a menor dispersão possível, aproximar o máximo possível a curva da mistura a curva padrão utilizada de Fuller. Utiliza-se o comando Solver do Excel para se fazer este cálculo da melhor aproximação matemática de curvas com a menor dispersão possível.

Outra maneira que se reduz o consumo de cimento na mistura é se utilizar a resistência real do cimento. Tenho aqui na fábrica cimentos CPIIF40 obtendo resistências de 48 Mpa. O método DPCON não desperdiça esse bom cimento. Quando fazemos a dosagem do traço inicial utiliza-se um a/c inicial obtido pelas curvas de resistência do cimento fornecidas pela ABCP. E depois de comprovar o teor de água com o traço inicial se realizam 6 traços com diversos a/c para se obter as curvas de correlação de resistência x a/c (Abrams), estas curvas, portanto são os reais para os agregados, aglomerantes e aditivos que realmente estão sendo utilizados.  Com isso se aproveita totalmente o que realmente temos a disposição e se realizam traços muito econômicos.



leia aqui as parametrizações que foram incluídas nesta dosagem:

 Para obter o DPCON vs02

Valor    R$150,00 (cento e cinquenta reais) a titulo de doação.


Faça seu pedido e torne-se um usuário participando do desenvolvimento desta planilha .

Envie um e-mail para    clubedoconcreto@gmail.com    para adquirir as instruções para a sua aquisição.


Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra




0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010