Método de dosagem de CONCRETO

15 de novembro de 2017

Chamar todos os concretos de CONCRETO não é justo para os Engenheiros e Técnologistas que estudam e dosam com princípios de Engenharia.

Sempre ao se  misturar o cimento com agregados pondo alguma água e se colocar algum aditivo  obtêm-se   CONCRETO.......errado não...por isso  houve a ideia de se mudar  alguma coisa e surgiu o nome NOCRETO. Muitos já falam esse nome que diz tudo "NOCRETO não é Concreto" 

Para se DOSAR um CONCRETO é preciso ter parâmetros para o obtenção de um traço. Parametrizar significa ser um processo matemático que envolve um conjunto de dados para a obtenção de um modelo. 

Ter um modelo para a obtenção de resultados que possam ser ditos como MATEMÁTICOS isso sim é REAL.  

DOSAR um CONCRETO significa que  não existiu :

-Nada de empirismo achando que os grãos tem a a mesma forma desde o ano de 1984....
-Nada de se obter teores de argamassa com uma colher de pedreiro se esquecendo que vai haver vibração no concreto e que os grãos se ajustarão.!!!
-Nada de se utilizar uma mistura somente com dois agregados e depois dizer que para o terceiro use X% para cada um, e ai aonde fica a curva desta mistura???
-Nada de se dosar com coeficientes de certeza normativos e depois dizer ao cliente que seu resultado se encontra nos 5% das incertezas.....
-Nada de se usar aditivos sem a obtenção de uma curva de Abrams CORRETA !!!
-Nada de se usar teores de eu água de tabelados para o traço final, isso é realmente....deixa a desejar os métodos que utilizam essa forma, acreditando que o teor de água será o da tabelinha !!!
-Nada de se usar adições do mesmo modo que o aditivo, sem ter as curvas de resistência para as diversas idades...
-Nada de se utilizar percentuais retidos fixos para se utilizar curvas padronizadas.
-Nada de se utilizar papel quadriculado ou pontos de uma  curva para se obter percentuais da mistura que se quer encontrar....
-Nada de não se ter um NUMERO para se julgar se a mistura está indo bem ou não !!! (dispersão)
-Nada de não se poder trocar os agregados e fazer uma nova mistura imediatamente 
-Nada de não se saber se a Superfície Especifica SS está em que níveis (Kenday)
-Nada de não saber o MSF (Kenday) para a mistura, será adequada ao uso que foi solicitado?

 É meio estarrecedor mas vários métodos de se DOSAR um CONCRETO  fazem exatamente o CONTRARIO disso tudo !!! 

Dosagem Paramétrica do Concreto - o DPCON quem o possui na sua última versão sabe o que eu quis dizer com isso tudo, com esses NADAS.....e chega de ser ver por aí  NOCRETO.

E se for de seu interesse em DOSAR CONCRETO envie um e-mail para    clubedoconcreto@gmail.com    para receber as instruções para aquisição 


Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra






1 comentários:

Prof. Raimundo Nonato disse...

Olá, boa tarde!
Em primeiro lugar, parabéns por se preocupar em alertar os leigos nesse assunto. Muito obrigado!
Em segundo lugar, se possível, preciso que você me oriente a respeito do processo correto para a fabricação de Blocos de Concreto. É que estou encomendando uma certa quantidade para a fabricação de uma mureta, intercalada com estacas de cimento.

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010