O Segundo Feito em Laje Alveolar

31 de maio de 2013




Foi realizado neste mês de maio de 2013, um feito digno de ser comentado, conseguiu-se produzir sem nenhum operador uma pista de laje alveolar protendida, ocorrido com uma máquina do tipo moldadora da WCH Weiler  C-Holzberger. A ocorrência foi em Caruaru Pernambuco, na fábrica da Inbrac Indústria Brasileira de Concreto. 


Este é o segundo feito no mundo, o primeiro foi em Portugal, segundo Nelson Meyer, técnico da Weiler. Qual é o segredo para se conseguir esta realização? Segundo Nelson conseguiu-se somar vários pontos que são cruciais para esta realização, vejamos os principais pontos: o primeiro foi o traço de dosagem, o segundo sendo a regulagem da máquina e por terceiro e último a sinergia do pessoal de operação (ver postagem neste site sobre este assunto “Sinergia”).


Bem, vamos entender o porquê destes pontos mencionados, o primeiro que foi o traço é devido aos teores corretos de argamassa/cimento e aditivo que se compatibilizaram com o equipamento fazendo com que a máquina moldadora “escorregasse” na moldagem da laje, chegando ao ponto de “excelência”. Esta dosagem do concreto foi realizada com as técnicas que está sendo publicada neste site, com a aproximação matemática na curva de Fuller (1907) de alta compactação.



Segundo item, a regulagem da máquina, este feito foi obtido por Nelson, que forneceu e implantou simples parâmetros para a regulagem desta. Abrir comporta se falta concreto e fechar comporta se existe excesso de concreto, aspergir a água antes da régua alisadora, para fluir o acabamento. Regular a vibração para o tipo de laje que está sendo produzido, foi um fator de persistência de nosso estagiário Murilo Tenório, que em conjunto com Nelson Meyer conseguiram realizar. Verificar os guias fios da frente e do meio do equipamento se está posicionados corretamente. E por fim, a velocidade de moldagem foi regulada compativelmente com o traço nesta fabricação da laje alveolar protendida.


E por último, a sinergia da equipe envolvida, que produziu e alimentou com concreto, a máquina moldadora sem falhas. Este sinergia foi conseguida com o resultado de que todos os traços tiveram a dosagem de água no seu ponto ótimo e que todos os traços chegassem no momento certo, sem ter que paralisar o equipamento por falta de concreto, ou se aguardar com o concreto no silo para posterior utilização. Tudo foi realizado como uma orquestra sinfônica no seu ápice.


As fotos abaixo foram feitas neste dia, e também coloco o Link do site do fabricante da máquina moldadora da  WCH Weiler C-Holzberger. 








 
Clube do Concreto | by TNB ©2010