Concretagem - Erros de construção

5 de agosto de 2014

Erros de construção durante a concretagem no local podem ocorrer devido a inobservância dos procedimentos especificados e as boas práticas ou descuido total. A maioria desses erros podem não levar a insuficiência ou deterioração do concreto, mas podem ter um impacto adverso sobre a estrutura com o tempo.

Os erros de construção, que são susceptíveis de ocorrer no local com as medidas preventivas deles é discutido emdetalhe abaixo. Esses erros ocorrem não só durante a construção nova, mas também pode acontecer durante a reforma ou reabilitação de obras.



1. A adição de água no concreto: A água é geralmente adicionada ao concreto de um ou ambos dos seguintes casos:


Primeiro, a água é adicionada ao concreto em um caminhão de entrega para acelerar o despejo e diminuir o derramamento ou esforço de colocação. Isto resultará um concreto com resistência e durabilidade reduzida. A medida que a relação água/cimento do concreto aumenta, a resistência e a durabilidade diminui.

No segundo caso, a água é adicionada durante o acabamento do elemento estrutural. Isto leva a descamação, a formação de fissuras e esfarelamento do concreto.


2. Alinhamento impróprio das formas: O alinhamento impróprio das formas trará uma descontinuidades na superfície do concreto. Embora estas descontinuidades aconteçam em todas as circunstâncias, a sua ocorrência pode ser mais crítica em áreas que estão sujeitas a alta velocidade do fluxo de água, em que a erosão pela formação de cavidades pode ser induzida ou em câmaras de bloqueio (em canais) onde as o atrito das superfícies deve ser linear.

3. Consolidação ou compactação inadequada do concreto: A compactação indevida do concreto pode resultar numa variedade de defeitos, sendo os mais comuns, buracos, faveolamento e juntas frias.

Buracos (Bugholes) são formados quando pequenos bolsões de ar ou água ficam presos contra as formas. Uma mudança na mistura para torná-lo menos “pegajoso” ou a utilização de pequenos vibradores trabalhando junto a formatem sido utilizado para ajudar a eliminar esses buracos.

Faveolamento (Honeycombing) pode ser reduzido pela inserção do vibrador com mais frequência, inserindo ele o mais próximo possível da forma, sem tocar na forma e depois retirando de forma mais lenta. Obviamente, qualquer um ou todos estes defeitos tornam muito mais fácil para qualquer mecanismo causador de dano para iniciar a deterioração do concreto.

Frequentemente, o medo de sobre adensamento é usado para justificar a falta de esforço para a consolidação de concreto.

4. Cura inadequada: Cura é provavelmente o aspecto mais explorado no processo de construção do concreto. Se não for dado ao concreto o tempo suficiente para curar, a uma humidade e temperatura adequada, ele não desenvolverá as características que são esperadas e que são necessárias para proporcionar durabilidade. Os sintomas do concretocurado indevidamente podem incluir vários tipos de rachaduras na superfície e desintegração.
Em casos extremos, onde a má cura é usada para se conseguir vantagens antecipadas do concretagem poderão ocorrer rachaduras estruturais.

5. Localização inadequada da ferragem: Esta seção refere-se a ferragem que está mal localizada ou não está devidamente colocada no local adequado.
Qualquer um destes defeitos podem levar a dois tipos gerais de problemas. Em primeiro lugar, o aço pode não funcionar estruturalmente como pretendido, resultando em rachaduras ou falha estrutural. Um exemplo que particularmente prevalecente é a colocação de rede de arame soldada em lajes. Em muitos casos, a malha acaba no fundo da laje que, posteriormente racha pois o aço não está na posição adequada. 

O segundo tipo de problema é a durabilidade decorrente da má amarração ou má localização da ferragem. A tendência é a do aço ficar perto da superfície do concreto o que acarreta uma aceleração da corrosão do aço a medida que a cobertura de concreto é reduzida.

6. Movimentação das formas: O Movimento da forma durante o período de tempo no qual o concreto vai de fluido a rígido pode induzir rachaduras e separação no interior do concreto. Uma fenda aberta na superfície vai permitir o acesso de água ao interior do concreto. Um vazio interno pode dar origem a problemas de congelamento ou corrosão se o vazio torna-se saturado.

7. Remoção prematura do escoramento: Se as escoras ou o escoramento é removido antes do tempo, o concreto afetado pode tornar-se sobrecarregado e rachar podendo inclusive, levar a falhas bem maiores, em casos extremos.

8. Sedimentação do concreto: Durante o período entre a colocação e a preparação inicial do concreto, os componentes mais pesados ​​do concreto vão se assentar sob a influência da gravidade. Esta situação pode ser agravada pelo uso de concretos altamente fluidos. Se houver alguma restrição que impeça essa correção, irão aparecer fendas ou separações. Estas fissuras ou separações também podem desenvolver problemas de corrosão ou congelamento se saturado.

9. Assentamento do aterro: Se houver qualquer assentamento do aterro durante o período em que o concreto começa a se tornar rígido, antes que ele ganhe força suficiente para suportar o seu próprio peso, rachaduras também podem ocorrer.

10. Vibração do concreto recém colocado: A maioria dos locais de construção são submetidos a vibração de várias fontes, tais como explosões, cravação de estacas e operação de equipamentos de construção. Concreto recém colocado é vulnerável ao enfraquecimento de suas propriedades se sujeita a forças que perturbem a matriz de concreto durante a preparação.

11. Acabamentos inadequados no plano da superfície do concreto: Os procedimentos de acabamento impróprios mais comuns que são prejudiciais para a durabilidade da superfície de concreto são discutidos abaixo:

12.Adição de água na superfície: A evidência de que a água está a ser adicionada à superfície é a presença de uma grande escova, juntamente com outras ferramentas de acabamento. A escova é mergulhada em água e é largada“ sobre a superfície a ser terminada.

13.Momento do acabamento: As operações de acabamento final devem ser feitas depois que o concreto tenha adquirido a sua configuração inicial e o sangramento parado. O período de espera depende da quantidade de água, cimento e aditivos na mistura, mas principalmente da temperatura da superfície de concreto. Em uma laje parcialmente sombreada, a parte em que o sol bate geralmente estará pronta antes da parte na sombra.

14.Adição de cimento à superfície: Esta prática é muitas vezes feita secando o sangramento para permitir o acabamento mais rápido e irá resultar em um revestimento de cimento fino que vai quebrar ou descamar com facilidade.

15.Uso de adulteração: A adulteração ou “jitterbug“ é desnecessariamente usada em muitos trabalhos. Jitterbug é uma ferramenta usada quando se despeja o concreto para empurrar o cascalho no concreto para baixo a fim de evitar que ele interfira no processo de acabamento, tornando o trabalho mais fácil. Esta prática, no entanto, cria uma camada superficial rica em argamassa de cimento. A jitterbug não deve ser permitida com uma mistura bem dimensionada. Se uma mistura dura tem que ser terminada, o uso criterioso de um jitterbug pode ser útil.

16.Juntas: A causa mais frequente de rachaduras no nivelamento do terreno é o espaçamento incorreto e localização das juntas.

Concretagem
Fonte: The Constructor--Fonte

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010