Cálice armações do colarinho

25 de agosto de 2014

As disposições das principais armaduras do colarinho de um cálice encontram-se na figura abaixo,  agora vejamos as particularidades.

No terço superior do colarinho temos:
A armadura As.hft é calculada a flexão somente para paredes lisas no caso de interface rugosas não é necessário calcular esta armadura devido a sua elevada rigidez.
Se calcula a armadura As,hp a tração e no caso de interface lisa se adota a maior destas (As,hft ou As,hp)

Nos 2/3 restantes do colarinho:
Temos a armação As,hs que se calcula com a maior dos casos:
0.20 * As,vp
0.15% * hc * Hext

Armadura vertical As,vs:
Se calcula como 0,5*As.vp

Logo resta o cálculo da Armadura As,vp que é o tirante, este é calculado como console e são três os tipos de consolos:
• Consolo curto (1≥ tgβ ≥ 0,5 ): Modelo de bielas e tirantes;
• Consolo muito curto ( tgβ ≤ 0,5): Modelo de atrito-cisalhamento;
• Consolo longo ( tgβ ≥1): Modelo da teoria de flexão

Normalmente procuramos fazer consolo curto se alterando as medidas do colarinho e para isto temos que fazer as contas que estão na figura abaixo:
Nada para se assustar, é só montar uma planilha Excel.

O complexo mesmo é se calcular para as paredes lisas na flexão porque poderemos ter armadura Dupla, dependendo da parede adotada.

Não se aplica a redução de esforços pelo atrito da interface do pilar/colarinho, mas sempre é bom se calcular o que ocorre utilizando atrito.

Como já publiquei (Aqui) esta parede é no mínimo 10cm ou 1/3 da maior medida externa do colarinho, mas podemos adotar espessuras menores e verificar se compensa este custo de adotar uma armadura de maior seção. 

Quanto ao valor para se adotar para Hsup no cálculo do tirante As,vp a norma NBR9062 nos fornece estes valores que são os seguintes:


Teremos então:
Para As,vp=  Ftir / Fyd
Para As,hp= Hsup / (2*Fyd)


Só para conhecimento nos Estados Unidos  se calcula bem diferente.
A armadura é simples, não existe armadura em duas faces, as paredes são reduzidas e se calcula assim a espessura da parede:

hc= 0.18*maior medida do pilar + 7cm

Se arma o colarinho com reforço superior  e reforço no inferior veja:

Neste caso o pilar deve ter um reforço em "U" e também um reforço nos estribos na parte embutida no colarinho..

Irei publicar um exemplo posteriormente demonstrando o cálculo da NBR e este outro modelo.



Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra

2 comentários:

João Marcos disse...

não tinha uma planilha em excel para calcular as armaduras dos cálices conforme os esquemas acima?

Unknown disse...

Tem vídeo montando um bloco cálice?

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010