O que é EPS?

8 de outubro de 2014

EPS é a sigla internacional do Poliestireno Expandido, de acordo com a Norma DIN ISSO-1043/78. No Brasil, é mais conhecido como "Isopor®", marca registrada da Knauf Isopor Ltda., e designa, comercialmente, os produtos de poliestireno expandido, comercializados por essa empresa.

O EPS é um plástico celular rígido, resultante da polimerização do estireno em água em cujo processo produtivo não se utiliza gás CFC ou qualquer um de seus substitutos. Como agente expansor para a transformação do EPS, emprega-se o pentano, um hidrocarbureto que se deteriora rapidamente pela reação fotoquímica gerada pelos raios solares, sem comprometer o meio ambiente. O EPS não é biodegradável, mas é 100% reaproveitável e reciclável  podendo voltar à condição de matéria-prima.

A matéria prima obtida é um composto de pérolas de até 3 milímetros de diâmetro, que podem se fundir em formas diversas através do vapor. Quando expandidas, essas pérolas podem consistir de até 98% de ar e apenas 2% de poliestireno. Desta forma são inodoros, não contaminam o solo, água e nem o ar.

O EPS tem inúmeras aplicações em embalagens industriais, artigos de consumo (caixas térmicas, pranchas, porta-gelo etc.) e até mesmo na agricultura. É na construção civil, porém, que sua utilização é mais difundida.

Nos últimos 35 anos esse material ganhou uma posição estável na construção civil, não apenas por suas características isolantes mas também por sua leveza, resistência, facilidade de manuseio e baixo custo. O EPS é utilizado na construção civil de variadas formas, como para a execução de concreto leve, em isolamentos térmicos e acústicos diversos (divisórias, pisos elevados, telhados,juntas de dilatação, etc). Entre as mais favoráveis utilizações do EPS está a aplicação dos blocos como enchimento de lajes pré-fabricadas lineares ou cruzadas, diminuindo bastante o peso próprio em relação à técnica tradicional e o dimensionamento da laje que pode ser feita até com 10cm de altura.

As principais vantagens dessa utilização em lajes são:

1- Menor peso entre 13 e 25 kg/m3 (Peso da cerâmica = 800 kg/m3)
2- Resistência à compressão de 1.000 a 2.000 kg/m2
3- Possibilita obter grades vãos e sobrecargas altas nas lajes
4- Economia no transporte
5- Fácil manuseio com uma redução de 50% no tempo de montagem das lajes.
6- Promove inter-eixos entre vigas maiores, gerando economia de aço e concreto
7- Elimina a reposição de material por quebras de lajotas
8- Elimina a perda de nata de cimento e melhora a cura da laje
9- Melhora de 70% no isolamento da laje.

Fonte: ABRAPEX – Assoc. Brasileira de Poliestireno Expandido

O acabamento inferior da laje com EPS - isopor® pode ser executado apenas com uma única camada de gesso ou com chapisco e argamassa de cimento e areia segundo as especificações do fabricante.

Outras utilizações do EPS veja no site da CONSTRUPOR



Imagens EMEComercial

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010