TRINCAS EM EDIFICAÇÕES – O QUE FAZER, COMO MONITORAR

6 de janeiro de 2015

Trinca em edificação é sinal de problema – muitas vezes, de perigo!

É necessário dar atenção a ela
– chamar alguém que entenda do assunto –
para saber o que fazer.
Quando alguém que entende analisa uma trinca,
geralmente falta uma informação muito importante:
a trinca está evoluindo?

Você pode ajudar – muito – para que se tenha essa informação.
De uma maneira muito simples, rápida, ‘profissional’, sem custo.


Faça um “X” sobre a trinca.
Use uma régua, ou qualquer coisa reta, e uma caneta ou lápis.
Faça o ponto de cruzamento fora do centro da trinca.
Anote ali mesmo a data.
Pronto. Só isso!

Se a trinca aumentar, será possível saber
quanto aumentou, em que direção e sentido, em quanto tempo, etc..

OBS.:
Se você leu até aqui e fizer o indicado acima já será uma ótima ajuda p/ qualquer ‘especialista’ no assunto (engenheiro, perito, etc.). Se você fizer um poquinho mais – não só uma, mas duas marcas X em cada trinca, cada uma um pouco distante da outra – será melhor ainda! Em alguns casos isso poderá ser de grande valia p/ o tal especialista – ele poderá, se necessário, e mais rapidamente, identificar a posição provável do centro de rotação das partes em movimento relativo. Tudo isso ajuda entender e identificar causas, bem como possíveis responsabilidades, providências e/ou soluções.



2 comentários:

Anônimo disse...

e a distancia de x e de y não precisa??

ruy guerra disse...

Quando a largura aumenta("X") o seu comprimento ("Y") aumenta, como o intuito é saber se a fissura está aumentando medimos somente sua largura ("X"), pelas normas esta abertura é regulamentada e nada mais é que a abertura da fissura (NBR 6118-2014)

Eng Ruy ST Guerra

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010