Paredes Úmidas - Resolvendo o Problemão...

2 de fevereiro de 2015



















Veja esse material clicando aqui



São manchas que aparecem nas superfícies pintadas, provocando descascamento ou destruição da tinta.
Causa:
1) Alcalinidade natural da cal e do cimento que compõe o reboco. Essa alcalinidade na presença de certo grau de umidade, reage com acidez característica de alguns tipo de emulsão.
2) Ataque pelo intemperismo onde a tinta vai se deteriorando.

Solução:
 Raspar, escovar ou lixar a superfície, eliminando as partes soltas. Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador de Paredes e posteriomente o acabamento.

Baixa cobertura:

Causas:
1) Diluição excessiva da tinta
2) Não homogeneizar de forma adequada o produto
Solução:
1) 
Adicionar tinta ainda não diluída, homogeinizar e pintar
2) Homogeinizar bem o produto, pois os pigmentos tendem a assentar no fundo da embalagem causando o problema.

OBS:
 Algumas cores intensas podem apresentar baixa cobertura necessitando de mais demãos.

Calcinação:

São manchas que aparecem nas superfícies pintadas, provocando descascamento ou destruição da tinta.
Causa:
1) Alcalinidade natural da cal e do cimento que compõe o reboco. Essa alcalinidade na presença de certo grau de umidade, reage com acidez característica de alguns tipo de emulsão.
2) Ataque pelo intemperismo onde a tinta vai se deteriorando.

Solução:
 Raspar, escovar ou lixar a superfície, eliminando as partes soltas. Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador de Paredes e posteriomente o acabamento.


Bolhas na alvenaria:

O surgimento de bolhas na camada pintada pode ter várias causas diferentes, mas sempre relacionadas a aderência da tinta na superfície.
Causas:
1) Aplicação de massa em áreas sujeitas ao contato com água: Neste caso, a massa corrida não suportará a presença de água, absorvendo-a em grande quantidade e praticamente desmanchando. A água absorvida, ao tentar sair empurrará a tinta, formando bolha.
2) Pintura sobre superfície pulvurolenta: A presenã de pó na superfície prejudica a aderência da tinta. A umidade absorvida naturalmente pela superfície ao evaporar e abandonar o substrato, novamente “empurra” a película da tinta que mal aderida a superfície, estica formando bolhas.
3) Repintura sobre tinta muito antiga ou de má qualidade: A pintura sobre a camada anterior mal adeirda à superfície, umedece, fazendo com que apareçam as bolhas.
Solução: A parte afetada deverá ser raspada, lixada e caso tenha sido aplicado massa corrida indevidamente em áreas molháveis, esta deverá ser totalmente eliminada. Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador De Paredes e Repintar.


Eflorescência:

Este problema ocorre quando se aplica a tinta em superfícies úmidas ou com infiltração de água, ou reboco sem estar curado totalmente, bem como fissuras na superfície que permitam entrada de água, etc.

Causa: 
São manchas esbranquiçadas na camada de tinta gerados pelo arraste de sais solúveis alcalinos do reboco, (hidróxido de cálcio), a superfície pintada na presença de umidade ou pintada sobre reboco não curado.

Solução:
 Eliminar eventuais infiltrações e aguardar a secagem da superfície. Raspar a superfície afetada. Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador de Paredes.
OBS: Em caso de reboco novo, deve-se aguardar a sua cura de no mínimo 30 dias.


Mofo, bolor e algas:

Causa: Mofo, Bolor e Algas são fungos que se desenvolvem e proliferam sobre a superfície da tinta em ambientes, principalmente quentes e úmidos, mau ventilados ou mau iluminados que decompõem a película da tinta destruindo a mesma, e normalmente causando manchas enegrecidas e ou esverdeada.
Solução: Para solucionar este problema, a superfície deverá ser lavada com uma escova de nylon e ou pano com uma solução de água diluída em 1/1 com água sanitária, deixar a solução agir na superfície por aproximadamente 15 minutos, depois enxaguar com água em abundância para eliminar resíduo.
Repita a aplicação até a eliminação total do problema, aguarde a secagem total da superfície e prepare-a devidamente para receber a repintura.


Desagregamento:

A película da tinta se destaca da superfície juntamente com o reboco que se apresenta esfarelado.
Causa: Este é um problema causado em função de infiltração de umidade na superfície, ou ainda pela aplicação de tinta sobre superfície de reboco não curado (antes de 30 dias de cura).
OBS: Antes de proceder à correção do problema, caso exista umidade, deve ser feito a eliminação da sua causa, aguardando a secagem da superfície.
Solução: Eliminar todas as partes soltas do reboco com escova de aço e ou espátula.
Caso exista imperfeições profundas (maiores que 3 mm de profundidade), deverão ser corrigidas com argamassa de cimento e areia e aguardar a cura e 30 dias. Aplicar Real Fundo Preparador de Paredes conforme orientações da embalagem e posteriormente o acabamento final.


Descascamento:

São várias as causas que podem provocar descascamento em uma pintura. Quando a pintura for executada diretamente sobre superfícies pulverulentas (soltando pó) como: caiação, partes soltas, poeira de lixamento da massa, reboco novo não curado ou selado, superfícies com reboco fraco.
Causa: A aderência da tinta sobre a superfície pulvurolenta não é boa ocasionando o descascamento.

Solução: 
Para resolver este problema recomenda-se raspar ou escovar a superfície até a remoção total de partes soltas.
Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador de Paredes Diluído conforme orientações de embalagem. Aguardar secagem mínima de 06 horas e proceder a repintura.


Trincas:

As trincas têm normalmente uma dimensão maior que as fissuras, além de serem contínuas.
Causa: De modo geral são causadas, por movimentos de dilatação e retração da superfície.
Solução: A trinca deverá ser aberta com ferramenta específica que possibilita a obtenção de um perfil em forma de “V”. Recomendamos escovar eliminando o pó e que as mesmas sejam reparadas com produtos específicos para este fim ou com argamassa de cimento e areia como é mais comum. Quando reparados com argamassa, deve-se aguardar a cura de 30 dias para se proceder a pintura final.


Fissuras em Alvenaria:

São trincas rasas, estreiras e sem continuidade.
Causa: Podem ser causadas por falta de hidratação da cal na massa, camada muito grossa da massa fina ou tempo insuficiente de hidratação da cal antes da aplicação do reboco.
Solução: Lixar e raspar a superfície, eliminando o pó, partes soltas, etc. Aplicar uma demão de Real Fundo Preparador de Paredes. Aplicar três demãos de Tinta Flex e após a secagem aplicar a tinta de acabamento.


Manchas causadas por pingos de chuva:


Causa: Pingos ou escorridos de água isolados causados por chuva ou respingos de mangueira que podem provocar manchas na superfície da tinta até trinta dia da sua aplicação. Isto ocorre devido à extração de sais solúveis da tinta que causam manchas.

Solução: Lavar as paredes em toda a sua extensão com água em abundância sem esfregar.
OBS: É importante lavar a superfície o mais rápido possível, pois após alguns dias a tinta estará curada, e após a cura as manchas não desaparecerão, tendo que se aplicar uma nova demão de tinta para sanar o problema.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010