Sapatas Isoladas - Fórum Bar da Engenharia

25 de junho de 2015



Total de visualizações: 2.400

PRIMEIRO MODELO:

Recebi esta planilha diretamente do Fórum Bar da Engenharia através de seu membro Ing. Afazio, veja como se calcula  as TENSÕES DE CONTATO DE FUNDAÇÕES DIRETAS em um modelo que foi discutido por vários engenheiros neste fórum.

Agradeço  o seu interesse e veja que a mesma foi traduzida para o nosso idioma,

Creio que devemos nos internacionalizar discutindo mais os assuntos de engenharia, não será essa a hora de fazermos isso?

Obrigado aos Engenheiros Italianos que contribuíram para este magnifico trabalho

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra


Baixe aqui aqui com texto revisado pelo Eng. Milton Vivan

http://minhateca.com.br/clubedoconcreto/QuattroPassi04-19-06-2015,640737704.xlsm

SEGUNDO MODELO:

Recebi a planilha alterada para termos uma sapata não centrada onde o quadro abaixo foi substituído :

J4Wg1wA

Substituído por este quadro, aqui se informa a excentricidade de carga:

CTMtFqO


Esta segunda planilha foi feita para o Brasil:

Temos mais explicações sobre UDF e sobre a planilha, veja o que o Eng Afazio tem a nos dizer:


Eu anexar o arquivo excel com as mudanças que eu descrevi na mensagem anterior na entrada agora consiste em Fz e os dois ex-ey excentricidade. Mas quero alertá-lo de que meu papel que tem um significado muito maior do que o folha simples preparada para uma sapata específica. 


A coisa muito importante é a função contida dentro que se torna uma UDF (Função Definida pelo Usuário). Se você tentar inserir uma função em qualquer célula e, em seguida, selecione a partir do diálogo sobre a seleção de apenas aquelas funções definidas pelo usuário , você encontrar a minha função. Em seguida, a entrada continua como normal para um built-in Excel. 


Você também pode exportar o módulo onde o código de função é escrito em qualquer roteiro e sempre ter a minha função. Para o significado dos termos exigidos pela função e valores que a função retorna, basta entrar no ambiente de programação e ler comentários (infelizmente em italiano) de código. 

Baixe este segundo modelo:

  

TERCEIRO MODELO:


O engenheiro Afazio nos enviou o terceiro modelo de sua planilha, neste modelo temos a opção de se calcular a tensão de contato em qualquer ponto.

Foi incorporado o quadro da figura abaixo onde colocamos as coordenadas de onde queremos saber a tensão de contato.



Baixe aqui este terceiro modelo:

8 comentários:

Afazio disse...

Prova commento.
Prego il Webmaster di confermare ricezione e pubblicazione del commento

Afazio disse...

Gradirei avere commenti e feedback sull'uso del foglio che ho proposto.
Non esitate a chiedere chiarimenti sulle funzioni contenute nel foglio o a proporre miglioramenti o estensioni delle funzionalità.
E' cosi che si inizia un processo di collaborazione che porta alle crescita di tutti quanti.
Saluti.

ruy guerra disse...

Traduzindo o que o Engenheiro Afazio comentou:

Gostaria muito de receber comentários e feedback sobre o uso do papel (planilha) que propus.

Não hesite em pedir esclarecimentos sobre as funções contidas na embalagem ou sugerir melhorias ou ampliações de funcionalidade.

É assim que você começar um processo colaborativo que conduz ao crescimento de todos.

Saudações.

ruy guerra disse...

Para o Engenheiro Afazio o autor da planilha;

Quando existe tensão negativa a planilha calcula os pontos onde a tensão é zero e omite o valor que é negativo.

Não seria interessante saber qual é este valor negativo no seu vértice?

Ruy ST Guerra

Afazio disse...

@Ruy.
é possibile conoscere la tensione in qualsiasi punto del piano anche in punti esterni alla base.
Notare la presenza della tabella "As tensões no topo do Colarinho ". In questa tabella sono riportate le tensioni in corrispondenza dei vertici del collare, siano esse di compressione o di trazione.
Puoi quindi costruirti una tabella a parte in cui inserisci le coordinate di qualsiasi punto ed applicando la formula che utilizza i tre valori U(0), U(1) e U(2) calcolati dalla funzione.

Provo ad estendere il foglio inserendo altra tabella con quattro punti generici.

Afazio disse...

Però, voglio sottolineare il fatto che il calcolo delle tensioni negative non ha senso poichè abbiamo risolto il sistema nell'ipotesi di terreno non reagente a trazione. E' come se la parte del plinto che sta oltre la linea di tensioni nulle si sollevasse dal terreno e quindi non ha senso parlare di tensioni in un punto che non è nemmeno a contatto col terreno.

Se invece si vuole conoscere la tensione in un punto considerando anche il terreno reagente a trazione allora le formule sono diverse ( e direi anche più semplici).

Afazio disse...

Voglio segnalarvi che nel forum italiano "Il Bar dell'ingegneria" l'utente Zax2013 ha intenzione di illustrare lo sviluppo di un programma finalizzato alla verifica di flange anulari bullonate.
Sono le tipiche connessioni alle fondazioni per pali, come per esempio torri-faro per l'illuminazione o torri tubolari per antenne di telecomunicazione o più semplicemente pilastri tubolari in acciaio.
Ha iniziato la trattazione proprio ieri aprendo un nuovo topic con manifestazione delle sue intenzioni.
Il programma che Zax2013 intende sviluppare si basa su un codice personale che implementa un algoritmo messo a punto dallo stesso Zax2013. Dal codice di Zax ho attinto anche io per lo sviluppo del foglio trattato in questo topic.
Chi è interessato può iniziare a seguire il progetto fin da adesso.

ecco il link al Topic:

http://bar-ingegneria.forumfree.it/?t=71151932#lastpost

Saluti.
Afazio

Afazio disse...

Aggiungo il mio personale invito a quanti seriamente interessati allo sviluppo del programma ad iscriversi e partecipare alla discussione. Non abbiate timore a porre quesiti inerenti al topic o ancora meglio a proporre una qualche funzionalità. Zax2013 ed altri partecipanti non si sottrarranno ad alcuna vostra pertinente domanda dandovi volentieri ed ove possibile una risposta.
Potete anche esprimervi nella vostra lingua e nel caso di incomprensione vi sarà semplicemente chiesto di apportare chiarimenti.

Saluti.
Afazio.

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010