Como encontrar o teor de agregados?

9 de dezembro de 2015

A resposta desta pergunta seria a segunda etapa da publicação anterior em que se tratou o Porque se Fazer um Traço Inicial

Continuando o exemplo:

-Brita com Dimensão Máxima Característica - DMC  de 19 mm que por tabelas para um Slump de 60mm teremos para o teor de água  200 lts/m3


-Resistência de dosagem para um fck =30Mpa  desvio padrão de 4Mpa=>> 
Fcj=30+4*1.65= 36.60Mpa 

-Para esta resistência de dosagem temos um fator a/c (somente como exemplo ) a/c= 0.53 (não levo em conta aqui as questões de durabilidade, ou quaisquer outras restrições)  

Logo o consumo de cimento por metro cúbico será de C=200/0.53= 370 kg/m3

Temos também o volume de ar que fica aprisionado no concreto, podemos ensaiar no traço inicial para fazer a medição deste valor. Usualmente se utiliza tabelas com os seguintes  valores:
  



Vamos ver então até  agora o que temos para o  volume de 1 m3 = 1.000lts  e fazendo algumas continhas...

Volume de cimento= Peso de cimento/densidade=370/3.15= 117 lts/m3
Volume de água= 200 lts/m3
Volume de ar aprisionado (tabelas)= 2% x 1000= 20 lts/m3
Isto nos dá um total de 337 lts/m3

E então teremos como restante de 1.000 lts  o volume absoluto dos agregados:
1000-vol cimento-vol agua- vol ar = 1.000-337= 663 lts

Se ao fizermos a mistura dos agregados e encontrarmos uma densidade média dos agregados de 2.6 T/m3
teremos para o peso de agregados para 1 m3:

663 x 2.6 => 1724 kg/m3

Pronto? está sim, mas poderemos agora fazer umas continhas que ajudam a definir os traços para diversos a/c  e se obter as curvas de correlação de a/c versus resistência, as  curvas de Abrams.

Então qual o teor de água/materiais secos desta mistura (A% de Lobo Carneiro)  ?

materiais secos= 1724+370= 2094 kg/m3

A% = 200/2094 x 100 = 9.56 %

Podemos fazer outra conta:

m= 1724/370 = 4.66

E também o peso total deste traço:

200+2094= 2294 Kg/m3

Então temos até agora um traço de :

1 : m : a/c

1 : 4.66 : 0.53

Pronto este é o passo para se encontrar  o teor de agregados por qualquer que seja o método de dosagem, veja que é tudo bem racional, nada de empirismos absurdos.

Resta definir o próximo passo, que seria o desmembramento deste teor de agregados para os materiais que pretendemos misturar, ou seja encontrar os % para cada agregado que vai ser utilizado na confecção do traço.

Existem vários métodos para se fazer este desmembramento do teor de agregados, muitos destes métodos são empíricos, é claro que um bom conhecedor de matemática não vai utilizar estes tipos de dosagem que cito, veja o porque:

-misturas sem lógica alguma,
-misturas sem utilizar a granulometria dos materiais disponíveis,
-misturas com curvas padronizadas que se adotam com justificativa errôneas,
-por teores irracionais de argamassa (chegando ao cumulo de utilizar uma colher de pedreiro para dosar e não para verificar ) ,
-com curvas irracionais ajustadas
-com tabelas que foram feitas para outros materiais
-por este ou aquele motivo e,

Ai vai centenas de coisas que fica até difícil de se imaginar como se chega a um pandemônio de misturas que servem apenas para tumultuar o raciocínio lógico que deve fazer um bom ENGENHEIRO ou um bom LABORATORISTA.

E por isso mesmo desenvolvi a utilização do comando solver para encontrar a melhor mistura que se ajusta a curva parabólica de Fuller, nada de graficar, nada de continhas loucas, nada de se estimar a mistura por pontos de cruzamento de curvas. Isso hoje em dia fica para quem quer esquentar a cabeça com ajustes dos traços que nunca saem certos.

É melhor dosar certo do que ficar ajustando depois...

Até a próxima etapa que será o Solver, que carinhosamente foi chamada de TIO por Ronit (Maputo-Moçambique) por resolver todos os problemas da família (dos agregados).

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra



2 comentários:

Guilherme Luiz Martins da Silva disse...

Excelente Artigo sobre dosagem do concreto e como sabemos a escolha dos agregados é de extrema importância tanto no âmbito econômico como na qualidade da mistura no estado fresco e endurecido.


Guilherme Luiz Martins da Silva disse...

Excelente Artigo sobre dosagem do concreto e como sabemos a escolha dos agregados é de extrema importância tanto no âmbito econômico como na qualidade da mistura no estado fresco e endurecido.


Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010