JOÃO FILGUEIRAS LIMA - LELÉ (1/2) Introdução/Escadarias

23 de julho de 2016

1-Introdução 

Ninguém pode contestar a inventividade de João Filgueiras Lima conhecido por Lelé um arquiteto brasileiro da contemporaneidade, com os seus métodos de construção, a racionalização dos canteiros que o fizeram a desenvolver novos pré-fabricados, não deixando de lado as suas  magnificas obras. João Figueiras Lima nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 1932.

Estas suas obras e fabricas se espalharam pelo Brasil no final da década de 50 que começou em Brasília e nas décadas de 80 a 90 entraram as suas fabricas.

Saiba que não existiu ninguém até hoje com uma gama tão grande de novos produtos de concreto pré-fabricado e que Lelé pode ser considerado, entre outros, como precursor e desbravador da industrialização da construção no Brasil. .

Vale ainda destacar a referencia internacional de Lelé pelo Grande Prêmio da Primeira Bienal de Arquitetura e Engenharia de Madrid pelo projeto da unidade do Sarah em Salvador, em 1998. Ganhou o premio pela PINI  pelo seu “Reconhecimento Setorial”.


Vejamos então o que é Argamassa Armada

É um tipo particular de concreto armado, composto por argamassa de cimento e agregado miúdo e armadura difusa, em geral constituída de telas de aço de malhas de pequena abertura, distribuídas em toda a seção transversal da peça. (HANAI, 1992)


Vou mostrar em diversas publicações o seu trabalho de a argamassa armada que ainda hoje tem destaque na sua aplicação em favelas e no saneamento básico, quando Lelé em 1979, trabalhou para a Prefeitura de Salvador,

2-Escadarias Drenantes e Rampas

Começando com as escadarias drenantes  em Salvador (Brasil),onde com uma proposta para a infra-estrutura pela  OCEPLAN - Órgão Central de Planejamento, se deu inicio a ideia de ser construído com tijolos e por cima destes colocados placas de concreto armado que iriam servir a circulação de pedestres, Com esta proposta inicial Lelé aperfeiçoou a ideia e em 1979 Lelé implanta sua primeira fábrica de edificações, a Companhia de Renovação Urbana de Salvador (Renurb) e em 1982, monta sua segunda fábrica, onde realiza sua primeira obra integralmente construída com componentes em argamassa armada, com montagem inteiramente manual .

Principais objetivos que deveriam ser resolvidos:
-as escadarias e rampas de acesso
-coletar as águas pluviais e servidas
- ter peças para poder se transportar por dois homens devido aos problemas dos taludes íngremes das favelas,
- que os locais são de dificílimo acesso devido ao acesso por ruas estreitas
-os  terrenos são de baixa resistência de suporte.

Esta problemas foram assim solucionados por Lelé:
- com peças leves,
- peças fáceis de se fabricar,
- sem exigência de maquinários,
- com encaixes simples
- montagem manual
- com custo baixo em relação a outros sistemas
- com cura do concreto e da argamassa armada

E resolvendo todos os problemas citados, veja como ficou este produto:


Foto da bibliografia de CRISTINA CÂNCIO TRIGO- Módulo drenante e placa de degrau

Foto do Estudo Técnico 64 - ABCP

Serviços para a montagem das escadarias/rampas drenantes

- Abertura das cavas de fundação para assentamento dos pré-fabricados
- Limpeza
- Fazer a base em solo-cimento bem compactada por processos mecânicos
- Carregar/transportar/descarregar e assentar os elementos
- Reaterro das cavas nas laterais com o solo-cimento
- Proteção nas laterais dos elementos com argamassa de comento e areia
-  Acabamento em geral

Claro que tem-se um projeto para cada obra a ser executada, com suas medidas e o total de cada elemento.

Veja abaixo as fotos inéditas que digitalizei  de meu particular acervo:








Esclareço que a bibliografia será colocada na última publicação, assim como uma ideia de produtividade na implantação de cada produto, e seus volumes e taxas de armaduras utilizados

Então  até a próxima,

Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010