Bomba de Concreto (1)

7 de agosto de 2016

Os critérios de dimensionamento para se bombear o concreto serão divididas em varias publicações, Hoje as bombas que tem vazão de 30 m3 / h são consideradas como suficientes para as concretagens de rotina nas operações relacionadas para a maioria das obras. Mas para trabalhos especializados onde uma maior produção é desejada as bombas podem ter uma capacidade superior a 120m3 / h e com isso é necessário fazer com critérios o dimensionamento  para a bomba de concreto. 

As publicações estão relacionadas com as bibliografias que serão citadas na última parte. Se houver sugestões ou mesmo erros podem comentar, mesmo porque faz um tempinho que não uso bombas.... 


1- Volume e pressão para bombear o concreto

O local de aplicação e o volume a ser utilizado são os principais determinantes dos requisitos para que se dimensione uma bomba de concreto. São estes os itens principais que devem ser considerados:

- a distancia horizontal e vertical da tubulação (ml)
- do volume de concreto a ser utilizado (m3)
- do tempo a ser lançado (horas)
- da qualidade do concreto

Na qualidade do concreto a ser lançado temos as seguintes observações:

- A percentagem de cimento na mistura
- A curva granulométrica da mistura
- A consistência do concreto
- A dimensão máxima dos agregados - DMC

Uma bomba para concreto que tenha como objetivo de se lançar um certo volume de concreto em um certo tempo (vazão- m3/h) tem de ser dimensionada de tal maneira que se possa aspirar um certo volume  e empurrar ao seu ponto de aplicação. Ou seja aspirar e empurrar e então quanto maior for o comprimento da tubulação e quanto maior for a a velocidade do fluxo do concreto (m/s) mais elevada será a pressão de bombeamento (bar).

 1bar = 0,1 N / mm2

2- Valores de identificação técnica

As bombas de concreto são classificadas com as características de vazão máxima (m3/h) e de pressão máxima de bombeamento (bar). Mas por estes dados não se pode dimensionar uma bomba necessária pata uma determinada obra. 

Compare o seguinte:
1-Uma bomba de concreto colocando 50 m3/h numa distancia horizontal de 400 metros 
2-Uma bomba de concreto colocando 50 m3/h numa distancia horizontal de 100 metros  
Fica evidente que a bomba para o primeiro caso deverá ser mais potente.

Então o volume de saída Q  (m3/h) com uma determinada potencia   hidráulica P  depende da pressão do bombeamento p (bar):

P = Q , p = TK (coeficiente de identificação)

Logo temos então a terceira variável para o dimensionamento de uma bomba de concreto que é a potencia do equipamento:

" A potencia requerida é o produto da vazão e da pressão do bombeamento"

Se observa que para uma certa potencia (KW) a vazão (m3/h)  diminui sempre que a pressão (bar) de bombeamento aumenta.

Baseado nesta formulação temos que a potencia pode ser obtida pela formulação abaixo onde está contido o rendimento total de 75% e onde estão incluídos os fatores de conversão:

P (KW) =  TK / 25 = Q (m3/h) . p (bar) / 25


Como exemplo:

1)Uma  típica da bomba sobre caminhão com um 90 kW com pressão máxima de 70 bar pode entregar qual volume de concreto?


Q = P, 25/ p = 90 × 25/ 70 = 32,14 m3 / h de concreto.

2) . Se no exemplo acima  uma pressão de bombeamento de 4,5 N / mm2 for considerada suficiente
para a unidade qual seria o volume de concreto por hora?

Q= P,25 / p= 90 × 25/45 = 50,00 m3 / h de concreto

É preciso fazer contas para ser capaz de se atingir um objetivo de saída, ou seja se ter uma vazão de concreto desejada com precisão, e em conjunto com a saída de concreto desejada se obter uma base racional para se poder selecionar a bomba de concreto a ser utilizada na obra.

Agora na parte 2 veremos as  dependências da bomba de concreto.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010