Passos do DPCON (1)

8 de julho de 2017


Recebi um pedido de Luiz Cruz sobre um pedido para conhecer melhor o método DPCON Dosagem Paramétrica do Concreto, vou fazer uma série de publicações com os passos a este respeito onde o entendimento  certamente será esclarecido.

A facilidade em se dosar matematicamente e com praticidade é o principio básico do DPCON

-Nada de teores visuais de argamassa, 
-Nada de utilizar tabelas para consumos de água sem comprovação, 
-Nada de utilizar o a/c inicial como sendo o a/c final (grande erro de quase todos os métodos de dosar um concreto), 
-Nada de cálculos por modulo de finura para se achar o teor de areia, 
-Nada de usar tabelas elaboradas com materiais que não são os que vão ser utilizados
-Nada de gráficos e ou fórmulas (mesmo que sejam de renome) que servem somente para ilustrar, 

Nada é feito neste método sem que se haja uma comprovação matemática !!


Comecemos então:

1- O que é DPCON

DPCON significa Dosagem Paramétrica do Concreto, mas o que significa DOSAGEM PARAMÉTRICA?

Vamos primeiro ao conceito do significado de Parametrização:


Parametrização é um processo matemático envolvendo a identificação de um conjunto completo de coordenadas efetivas ou graus de liberdade do sistema, processo ou modelo.


Logo se dosar parametricamente é se fazer um concreto com que se tenha conjuntos matemáticos que forneçam elementos necessários para que se realizem uma correta dosagem do concreto.

Se utiliza uma metodologia onde se adotam fórmulas exclusivas que foram baseadas  em informações usuais, mas estas fórmulas servem somente para ser o INICIAL, a partida, e tendo para o FINAL  as formulações do traço com a  sua própria matéria prima escolhida (os agregados, aglomerantes, adições e aditivos).

Tudo feito em uma planilha com diversas abas interligadas por hiperlinks, o que melhora muito a agilidade e a percepção de cada elemento para se dosar um ótimo concreto. 





Tenho 38 anos de atividade com o concreto, seja em usinas ou seja com industrias de pré-fabricados, e observando os equipamentos de produção que trabalhei, notei que cada equipamento com uma determinada regulagem e com um determinado traço tem como fixo o teor de umidade do concreto. Ou seja assim: cada equipamento previamente regulado tem um mesmo teor de água/materiais secos em um determinado traço. Com isso comecei a fazer o inicio de minhas dosagens de concreto.



Estudando então fiz a formulação no Excel com o comando Solver para se fazer uma mistura com até quatro agregados automaticamente. Na mistura utilizo a curva padrão de Fuller que considero a curva mãe (apesar que tem um erro de não ser parabólica perfeita) , como tenho fartamente explicado, necessitei de um ajuste nesta curva por ver que a Dimensão Máxima Característica - DMC não seria a correta matematicamente e então formalizei a Dimensão Máxima Teórica - DMT.   Veja isso AQUI


Foi dado nesta época o inicio da Dosagem Paramétrica do Concreto -DPCON que vem evoluindo sistematicamente com novas atualizações.



Até a parte 2....e q
ue tal adquirir o Dpcon e ir acompanhando o que vai sendo publicado?

Valor : R$150,00 (cento e cinquenta reais) a titulo de doação.


Faça seu pedido e torne-se um usuário participando do desenvolvimento desta planilha que vem sendo utilizada na dosagem de concretos para blocos, pavers, tubos, lajes alveolares e em concreteiras.

Envie um e-mail para clubedoconcreto@gmail.com para receber as instruções para aquisição da planilha.


Eng Ruy Serafim de Teixeira Guerra

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome/URL, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010