Case Fabrica Itinerante da WCH

15 de julho de 2019

WCH, atuante desde os anos 70 no setor de pré-fabricados, com inúmeras   fabricas implantadas no Brasil e na América Latina, fábrica máquinas de alta tecnologia e soluções completas para a indústria de pré-fabricados , oferecendo Moldadoras, Extruder, Centrais de Concreto, Fôrmas Metálicas, Equipamentos para a produção de Dormentes, Pontes e Pórticos Rolantes, Protensão/Desprotensão e Acessórios.

Desenvolve consultoria de acordo com a necessidade de cada cliente, desde a orientação do layout de fábrica até o início de produção, com assistência técnica permanente.
Os pré-fabricados produzidos são amplamente usados em edificações comerciais, industriais e residências.

A WCH em sintonia com o mercado especializou-se em montagem de FABRICAS ITINERANTES, flexíveis e adaptáveis às necessidades dos clientes.

A versatilidade, baixo custo, garantia de qualidade, cumprimento de prazos de entregas, são as principais vantagens que proporcionam o retorno do investimento nas aplicações de pré-fabricados em construções de grande, médio e pequeno porte.

Conceito  da fábrica itinerante:
Primeiramente estuda-se a aplicação e a produção prevista para determinado período, e define-se os equipamentos necessários para a fábrica conforme às necessidades da obra.  As instalações são desmontáveis e deslocáveis, podem ser simples, complexas e automatizadas.

Pistas com fundações e contrapesos adequados aos momentos para atender a obra, interligados através de pistas autoportantes, com montagem simplificada sobre blocos tipo sapata e piso entre pistas cascalhado, ou com piso pré-fabricado, permitindo ambos o reaproveitamento.

Estes projetos, orientam-se principalmente nas tarefas, quantidades a serem produzidas, cronogramas de entregas da obra para proporcionar um investimento reduzido e justificável, com retorno garantido.

O objetivo da fábrica itinerante é realizar obras distantes da fábrica matriz (sede) garantindo qualidade e redução de custos, pois, não paga lucros a terceiros (transporte), tendo a certeza do cumprimento de prazos acordados.  Dependem somente da própria ação, e em casos específicos um ganho sobre a diferença paga para matéria prima /serviços e peças pré-fabricadas transportadas e vendidas.

Da mesma maneira, pode-se rentabilizar o custo do terreno, a fábrica itinerante, pode ser instalada no terreno da área da própria obra ou temporariamente alugado, resultando em uma redução significativa de investimento inicial, e ao longo do tempo o capital fixo investido na fábrica.

Os projetos elaborados somente terão o necessário temporariamente e não terão previsões ou perspectivas de ampliações ou reservas, como as planejadas em fábricas fixas. Todos os equipamentos e instalações que se justificam para garantir a alta qualidade de uma produção em instalações fixas, podem e devem ser utilizadas da mesma maneira em fábricas itinerantes, avaliando-se uma terceirização local, com consequente lucro a mais, proporcionado uma economia. 

Fábricas Itinerantes: 

A WCH já realizou diversas implantações, aplicando os conceitos descritos, com equipamentos flexíveis: 

ü  Fôrmas que flexibilizam a produção de pilares e vigas em uma única pista de produção, reduzindo o tempo de setup.
ü  Fabricas de dormentes que acompanham a evolução da malha ferroviária.
ü  Produções de pré-fabricados em loco na obra, como lajes alveolares, vigotas, entre outros perfis e várias aplicações.

Obra Shopping MIDWAY MALL – Natal-RN/ Brasil:  Implantação da fábrica no terreno da obra, que posteriormente foi ocupado pelo SHOPPING com aproximadamente 220.000, possibilitando entregas diurnas de lajes, etc, originalmente com uma distância de ± 530 km da fábrica (sede) do cliente em Maracanaú (Fortaleza-CE).

A implantação estreitou as distancias e viabilizou a obra para o cliente, e a fábrica/equipamentos já foram reinstalados por cinco vezes no nordeste do Brasil, atendendo obras em loco.       






 Referente à fábrica itinerante o que devemos pensar é na redução de custo de operação com transporte, imposto e logística. Por outro lado, precisamos ter uma obra de uma área acima de 150.000m² para que justifique o investimento de aquisição, mobilização, implantação e desmobilização. Aquisição, na primeira implantação. O projeto deve prever que quando terminarmos a obra o terreno deve ser deixado sem obstáculos aparentes e enterrados e o lixo com desmonte perto de zero. Para isto, tudo deve ser desmontado de forma a ser reutilizado em outra obra. Bases de apoio para pórticos e fôrmas, pista para fabricação de lajes alveolares e vigas protendidas e o canteiro para fabricação de peças armadas.

                               Para que este projeto seja bem utilizado, precisamos detalhar com muita precisão todas as etapas de estudo do layout, compra dos equipamentos, estudo de como implanta-los no terreno disponível, prazo de utilização e por fim um estudo criterioso de desmobilização. Esta desmobilização pode ser total ou por etapas. Tudo depende de um bom planejamento executivo da obra.

                               Com certeza e pela nossa experiência de implantação de três fabricas móveis com o mesmo equipamento é um partido a ser seguido. Hoje nossa fábrica móvel está instalada em duas de nossas unidades como auxilio a produção e disponível para outro desafio.

Porto Alegre-RS/Brasil, obra do Estádio de Futebol (Arena Beira Rio) para a Copa do Mundo em 2014, uma empresa do interior do Rio Grande do Sul, possibilitou a implantação da fábrica itinerante na área do estádio de futebol, visando a redução de impostos, tempo de montagem e transporte, mas, já com previsão para uma instalação fixa ao fim da obra, na qual, todos os equipamentos foram reaproveitados




No final de 2015, veio o maior desafio, implantar uma fábrica itinerante na África do Sul, para o cliente Grupo MOTA ENGIL que foi responsável pela construção do Shopping FOURWAYS MALL em Johannesburgo, está obra teve um volume muito grande, com um tempo relativamente curto, sendo 170.000m² de laje em 10 meses. O prazo da construção/estrutura era de 16 meses.

O projeto foi uma ampliação de um centro comercial já existente, com 320.000m² dos quais 250.000m² foi de pré-fabricados.  






Segundo o Engº Nuno Lobo, a Mota Engil optou por uma fábrica itinerante, porque “ Dada a dimensão territorial da África do Sul e o fato de não haver tradição da construção em pré-fabricados, uma fábrica itinerante é a solução ideal para podermos cobrir nesta fase todo o território da África do Sul, para empreendimentos desta dimensão. ”

Na semana de 21 de setembro de 2016, foram produzidas as primeiras lajes. A WCH foi responsável por todo o processo de implantação da fábrica e treinamento do pessoal.

Alguns equipamentos, como Caldeira, Central de Concreto e Pórticos foram adquiridos no mercado sul-africano, sob a direção da WCH.

A WCH desenvolveu todo o projeto fabril, implantação e treinamento do pessoal. A obra foi executada por profissionais experientes e qualificados, que utilizaram equipamentos de última geração, sendo:

ü  1.200m de Pistas Autoportantes desmontáveis com cura térmica (8 pistas x 150m);
ü  Duas Moldadoras, por ser máquinas robustas facilmente ajustável a situações adversas;
ü  Duas Máquinas de Corte Standard, uma com Corte Longitudinal;
ü  Carro de Serviços DFVAU (Varredora, Aspiradora, Distribuidora de Fios e Untadora)
ü  Dois Carros Transportador de Caçambas, para o abastecimento de concreto nas pistas de produção.
ü  Sistema de Protensão e Desprotensão, com todos acessórios, sendo: cunhas, porta-cunhas, garras, etc;


A fábrica foi desmontada no final de 2018, o Grupo Mota-Engil Angola, S.A. é um dos principais construtores da África do Sul e uma referência no mercado. O foco crescente em outras áreas de negócios, como o meio ambiente, logística e indústria, também é relevante. Com um conhecimento aprofundado do mercado africano, reforçado através de uma jornada de expansão contínua, o Grupo Mota-Engil África está atualmente presente em outros nove mercados: Malaui, Moçambique, Cabo Verde, Gana, São Tomé e Príncipe, Uganda, Zâmbia e Zimbábue.

Se lembre que você pode tirar as suas dúvidas diretamente na WCH com Wagner:  wagner.soares@wch.com.br ou mesmo nos comentários ou até mesmo diretamente comigo com Ruy Guerraclubedoconcreto@gmail.com


Visite o site da WCH aqui: www.wch.com.br



Weiler - C. Holzberger  Industrial Ltda - Tel.: ++ 55 (19) 3522-5903 / 5904 w  Fax: (19) 3522-5905  w e-mail: wch@wch.com.br

Rua Alfa, nº 400 – Dist. Industrial – CEP:13505-620 Rio Claro – SP – Brasil  -  www.wch.com.br
  


     

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010