Como gerenciar uma obra? Veja 5 dicas e benefícios

2 de julho de 2019


Quando decidimos construir, é importante entender sobre como gerenciar uma obra, mesmo não sendo arquiteto ou engenheiro. Dessa forma, você terá o conhecimento dos pontos cruciais que envolvem uma obra para que os objetivos do seu projeto sejam cumpridos com qualidade, no prazo determinado e dentro do orçamento, evitando atrasos e aumento de custo.

No Brasil, o gerenciamento de obras é uma atribuição regulamentada por lei tanto de arquitetos quanto de engenheiros civis. Porém, na maioria das vezes, a tarefa é mais  abraçada pelos engenheiros. 

No entanto, essa realidade vem mudando, pois muitos arquitetos já enxergam uma série de vantagens associadas ao gerenciamento de obras, especialmente em se tratando da execução de seus próprios projetos. 

Até clientes leigos estão passando a se interessar mais em aprender como gerenciar uma obra, a fim de se sentirem mais próximos do processo. Afinal, assumir essa gestão é uma forma de garantir a execução do projeto à risca, beneficiando não apenas o arquiteto do projeto, mas também o seu contratante. Ou seja, você!

Quer aprender mais sobre como gerenciar uma obra e seus benefícios? Então vem com a gente!

O que é gerenciamento de obra?

O gerenciamento de obra consiste em administrar, simultaneamente, o cumprimento do cronograma do projeto e a previsão financeira, gerindo profissionais de formações e práticas diversas dentro do canteiro de obras. 

Esse é o papel do gestor da obra, que deve garantir a construção dentro do prazo estipulado, respeitando os custos previamente orçados, assim como os padrões de qualidade e desempenho exigidos pelo cliente. 

Ele assume essa função devendo ser organizado e dominando custos, contratos, prazos, além de saber gerir pessoas. Caso não seja feita a gestão ou esse profissional não cumpra o seu devido papel, podem ocorrer perdas financeiras e estresse emocional, comprometendo a qualidade do projeto.

Como gerenciar uma obra

Saber como gerenciar uma obra é fundamental para garantir a boa execução do projeto e a satisfação com o produto final, conforme previsto. O processo envolve alguns pontos cruciais para um bom gerenciamento. Veja abaixo.

Escalas de gerenciamento na obra

Há várias escalas de gestão de obra, sendo que o modelo mais adequado definido previamente com o contratante e acordado em contrato. 

Em geral, há duas opções: o gerenciamento total e o parcial. No gerenciamento total, inclui-se a contratação de materiais, serviços e mão de obra sendo gerenciados pelo contratado.

Já a gestão parcial, confere alguns itens gerenciados pelo arquiteto, enquanto outros (como a compra de material e insumos) ficam sendo se responsabilidade do cliente. Em ambos os casos, o gerenciamento deve incluir:

  • elaboração do planejamento físico-financeiro da obra;
  • programação de aquisição de materiais e contratação de serviços, incluindo cronograma de suprimentos;
  • planejamento operacional e logístico da obra, incluindo o planejamento do canteiro;
  • controle e acompanhamento das atividades, como gerir mão de obra e segurança;
  • retroalimentação do planejamento físico-financeiro.

Cronograma e Planejamento

O grande desafio em saber como gerenciar uma obra com eficiência é garantir o cumprimento do cronograma de prazos definidos pelo contratante com os seus fornecedores e prestadores de serviços. 

Normalmente, o gestor de obras é pressionado pelos clientes a concluir a obra em menos tempo possível. E para agravar, alguns prestadores de serviços nem sempre se comprometem com os prazos pré definidos.

A solução é substituir os fornecedores que não são capazes de atender nos prazos, assim como a mão de obra que não for capaz de atingir os resultados esperados. 

Mas não é só isso, o sucesso da gestão de obras também depende de um bom planejamento ao sincronizar as equipes que atuam na sua execução. Além de ter de contar com um cronograma físico-financeiro realista.

Ou seja, um planejamento produzido com total compreensão do projeto, das suas etapas, prazos de execução, processos construtivos e dos recursos disponíveis do cliente.

Ao preparar esse planejamento, é preciso dar atenção especial a todos os aspectos que possam impactar o cronograma, como feriados e férias de profissionais, tempo necessário para tomada de decisões junto ao cliente, atrasos, falta de material ou recursos, mau tempo etc.

Compatibilização de projetos

Além de um bom planejamento de cronograma, os projetos da obra devem ser o mais detalhados possíveis e compatíveis. Como por exemplo, falhas na logística da execução de projetos podem impactar a administração do canteiro.

Isto é, se a obra exigir uma escada pré-moldada que necessita de uma grua para sua instalação, e por algum motivo haja alguma restrição para a instalação do equipamento, não haverá como evitar os atrasos, aumento dos custos ou alteração do projeto. 

Por isso, tudo isso pode ser evitado com a compatibilização de projetos e o devido estudo pelo gestor antes de iniciar a construção.

Gestão de equipes

Por fim, a gestão das equipes e as diferentes atividades durante a obra também devem ser gerenciadas com atenção. Nesse caso, o gestor deve tentar trabalhar com pessoas em quem confie dentro de um respeito mútuo.

Para isso, o profissional precisa ter os conhecimentos técnicos e administrativos para a liderança necessária e o apoio da sua equipe ao executar o trabalho.

Ou seja, o gestor deve se cercar de todo o conhecimento sobre tudo que envolve o projeto para ter o devido entendimento de como as coisas devem funcionar dentro da obra, tomar as decisões certas, assim como passar instruções cabíveis.

Benefícios em saber como gerenciar uma obra

Listamos abaixo 5 benefícios que o bom gerenciamento de obras deve trazer à execução do projeto e a importância de saber como gerenciar uma obra para se obter sucesso:

1. Ajuda a reduzir os custos

Saber como gerenciar uma obra pode ajudar a gerar economia, pois muitas situações diferentes podem acarretar em aumento de custo. Como por exemplo, atrasos e riscos na contratação.

2. Garante atividades produtivas

Saber como gerenciar uma obra garante que a execução das atividades atendam todos os requisitos. Como por exemplo, o custo e a qualidade dos serviços e produtos de acordo com o cronograma planejado e em uma sequência lógica.

3. Antecipa problemas

Um cronograma de obra bem organizado por parte do gestor pode prever problemas e possíveis imprevistos e, assim resolvê-los de forma eficaz, caso aconteçam ou mesmo antes do início da construção.

4. Controla estoque de materiais

O gerenciamento de obras também auxilia no controle do estoque de material para a construção, resultando em economia. Afinal, isso evita o desperdício e ajuda a manter a obra dentro do orçamento

Basta manter uma lista de todos os produtos comprados e um acompanhamento do uso dos materiais. Indiretamente, esse benefício ajuda a controlar também a mão de obra contratada e a quantidade de material sendo utilizado.

5. Ajuda na execução dos projetos

Saber como gerenciar uma obra ajuda na contratação de mão de obra especializada e na sua coordenação durante as diferentes etapas da construção. Isso vai resultar no cumprimento das etapas dentro do cronograma e do orçamento, de acordo com a execução fiel dos projetos, mesmo que hajam alterações ao longo do percurso.

Tá vendo como saber gerenciar uma obra é importante? Agora siga as nossas dicas e volte para nos contar os resultados!



0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010