Manual de Procedimento para Terças de Concreto

29 de setembro de 2020

 Estou publicando este artigo que divulguei para várias fabricas aqui no Nordeste, por se tratar de informações que muitos desconhecem e que vem causando acidentes sendo alguns destes acidentes com fatalidades. 

Observe cada item com olhos de julgadores, faça o que deve ser feito, não se deve aceitar imposições que contrariem a lógica, afinal ser técnico não é para todos. Qualquer dúvida pode comentar ou mesmo me passar um e-mail ok!!! 

 

Esta é uma publicação na qual comento alguns detalhes sobre as terças de concreto armado de um modelo que se utiliza muito na região Nordeste: 

 



Terças com altura de 15 ou 18 cm

 

1-     Escolha da Brita Certa

 

Vejamos a típica seção de uma terça tipo T15 para podermos dimensionar a brita que se deve utilizar no concreto para a sua fabricação (Brita Certa)

 

 


Pela norma da ABNT, para a escolha da dimensão máxima da brita que não deve exceder a:

  

- a 1/3 da espessura da laje

- a 1/4 da distância entre as faces da forma

- a 0,80 da espessura entre armaduras horizontais

-a 1/2 da espessura entre armaduras horizontais

-a 1/4 do diâmetro da tubulação do bombeamento

 

Vamos ver abaixo como escolher a Brita Certa para esta terça:

 

-Pela dimensão na base= 4.0 cm entre formas da distância entre as faces da forma 1/4 * 4 =1 cm =10 mm

 

-Pelo topo (espessura da mesa superior) = 4.0cm espessura da laje

1/3 da distância entre as faces da forma 1/3 *4 =1.3 cm=13 mm

 

Logo a brita certa seria de Dmax=10 mm 

 

Normalmente as fabricas utilizam britas de dimensão máxima característica de 19mm porque querem utilizar só um tipo de brita para todos os produtos e assim adquirem somente a brita 19 para todos os produtos, erradíssimo!!!

 

O espaço que fica entre a armadura e a face da forma não permite a passagem dessa Brita 19mm que alguns fabricantes usam e com isso o concreto não fica homogêneo na sua parte inferior. Se obtém abaixo da armadura principal somente argamassa com o cimento e a areia. O concreto passa a ter nesse caso módulos de elasticidade diferentes na face inferior e na parte superior, deformando a terça. A brita fica contida acima do aço e este concreto dessa região torna-se poroso e portanto muito frágil o que faz romper estas terças com cargas abaixo de seu dimensionamento.

 

O pior ainda ocorre quando a armadura inferior (a positiva) tem emendas por transpasse e tem ainda mais pior ainda quando se tem emendas numa mesma seção!!!

 

Verifique se a brita que está sendo utilizada nos seus traços se é a correta. 

 

 

2-     Carregamento em uma terça

 

Vale dizer que não existe nas normas da ABNT dizendo qual a carga que deva suportar uma terça de concreto mas existe um consenso de vários calculistas (e algumas teses) que uma terça deva suportar uma carga de uma pessoa de pessoa de no mínimo 80Kg no seu meio.

  

3-    Desmoldante

 

 Existe ainda um outro fator muitíssimo importante que poucos percebem e que é a quantidade do desmoldante utilizado. O concreto quando lançado na forma empurra o desmoldante para a sua extremidade (seu apoio na tesoura) que é uma região mais delicada por ser um dente gerber de seção muito reduzida.

 

O concreto dessa região do apoio então recebe uma alta carga de desmoldante que se mistura com o concreto e faz assim cair muito de resistência na região do apoio!!!

 

Alertas devem ser dado quanto ao uso indiscriminado de desmoldante, ensinar é o melhor meio, os encarregados devem estar preparados para educar.

 

4-     Areias

 

Especial atenção deve ser dado na utilização da areia. Fica evidente que a areia não deve conter argilas e materiais estranhos. Estas areias devem ser peneiradas para termos somente grãos abaixo de 10mm. Utilizar areias sem um peneiramento prévio é um risco alto de se ter uma peça com grande problema na sua instalação.

 

5-    Final

 

Evite problemas futuros com quebras de peças e com alto teor de vazios devido a não arrumação dos grãos use a brita certa em todos os seus produtos.

 

Acompanhe a confecção de armaduras e não autorize transpasses de armaduras que não sejam indicadas por seu calculista, explique o motivo a seus funcionários, ensinar é uma regra básica nesta atividade.

 

Acompanhe a fabricação averiguando que se usa desmoldante nas quantidades certas, sem excesso !!!

 

Em resumo, uma fabricação de um produto deve ser acompanhada por pessoas capazes, que tenham a mente aberta para aprender e o mais importante:

 Que gostem do que fazem !!

 

Eng. Ruy Serafim de Teixeira Guerra

 

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos e importantes, mas assine com seu Nome, onde trabalha e de qual estado/cidade você é.

 
Clube do Concreto | by TNB ©2010